NOTAS ANALÍTICAS

A “Batalha de Varsóvia”

Em 12 de junho de 1990 foi feita a “Declaração de Soberania do Estado da Rússia”. Esta decretava a emancipação da extinta “União Soviética”, em um processo que só teve fim mais de um ano depois, em 25 de dezembro de 1991. Um ano após a adoção da Declaração foram realizadas as primeiras “eleições nacionais” diretas e universais para Presidente na história do Estado russo, fazendo com que 11 anos mais tarde, em 2002, o dia 12 de junho fosse decretado como “Dia da Rússia”.

 

A data é comemorada em todo o país por sua população. A diferença na comemoração deste ano se deu por uma ironia do destino: a “seleção russa de futebol” entrou em campo pela Eurocopa (torneio de futebol entre 16 seleções européias que está sendo realizada na Polônia e Ucrânia) contra um de seus maiores rivais históricos: a Polônia. Se a partida já era motivo de preocupação para as autoridades polonesas, o dia de celebração da data russa foi motivo para preocupar ainda mais os responsáveis pela segurança da cidade de Varsóvia, onde o jogo foi disputado.

A formação do Estado polonês moderno é bastante recente, apesar de a configuração da Polônia atual ser bastante similar ao “Primeiro Estado Polaco”, datado de 966 d.C.. Durante séculos a configuração territorial se manteve quase intacta, apesar da “invasão mongol” no século XII, que trouxe alterações, mas o Estado se restabeleceu e formou uma aliança com o “Grão-Ducado da Lituânia”, que gerou um aumento territorial de ambos Estados e fez da Polônia o maior país da Europa à época. Contudo, no século XVII, o território foi desmantelado em função da “invasão sueca” e da “revolta cossaca”.

O país passou de maior Estado europeu para a sua quase inexistência, tendo o território sido divido entre a Prússia, a Áustria e a Rússia. O Estado polonês voltou a existir apenas em 1918, após o fim da “I Guerra Mundial”, quando os aliados concordaram com a reestruturação da Polônia em respeito ao “13o ponto” dos “14 Pontos” apresentados pelo presidente norte-americano Woodron Wilson, que seriam fundamentos norteadores da implantação da “Ordem Mundial” do pós-guerra. No entanto, a “independência polonesa” só se concretizou após o fim da “Guerra Polaco-Soviética” (1919-1921) e o país conseguiu se manter livre apenas até o início da “II Guerra Mundial”, quando foi invadido por alemães e soviéticos. Depois deste conflito, ele voltou a ser independente, mas foi instituído um Governo comunista até 1990, semelhante ao dos países do “Bloco Soviético”, sendo o período em que a Polônia foi um satélite da “União das Repúblicas Socialistas Soviéticas” (URSS).

De toda a história moderna da Polônia, um dos fatos mais marcantes foi a vitória do desacreditado Exército polaco sobre as forças soviéticas na “Batalha de Varsóvia”, de 1920. O combate durou 13 dias do mês de agosto e terminou com a derrota do “Exército Vermelho” tendo, aproximadamente, 29.500 baixas, das quais, 25.000 foram soviéticas.

Em função de toda a história que acompanha russos e poloneses, a partida de terça-feira, dia 12, era vista como um ponto crítico do Torneio. Os russos que chegaram de Moscou para o jogo e fizeram uma marcha em comemoração ao “Dia da Rússia”, tendo como ponto de partida o “Museu de Guerra da Polônia” e como ponto final o “Estádio de Varsóvia”.

Eles foram escoltados, mas, apesar disso, as torcidas russa e polonesa entraram em conflito. Como saldo final, alguns feridos e alguns presos. No campo, houve o empate. Para os poloneses, que participam apenas pela segunda vez da competição, o resultado teve um gosto de vitória. Apesar de os russos liderarem o “Grupo A” da Eurocopa, a Polônia ainda sonha com a classificação. Aparentemente, a “Batalha de Varsóvia” teve novamente os poloneses como vencedores.  

————————

Fontes:

Ver:

http://globoesporte.globo.com/futebol/eurocopa/noticia/2012/06/no-dia-da-russia-empate-com-polonia-na-nova-batalha-de-varsovia.html

Ver:

http://portuguese.ruvr.ru/2012_06_12/dia-da-russia-celebrado/

Ver:

http://www.diariodarussia.com.br/fatos/noticias/2012/06/12/12-de-junho-dia-da-russia-2/

Ver:

http://www.britannica.com/EBchecked/topic/466681/Poland

About author

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).
Related posts
MEIO AMBIENTENOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICAS

Egito, Etiópia e Sudão: desavenças pela maior hidrelétrica da África

DEFESANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICA INTERNACIONALPOLÍTICAS PÚBLICAS

Índia procura fortalecer defesas aéreas para se equiparar à China, em meio a tensões na fronteira

Direito InternacionalNOTAS ANALÍTICAS

Crise oriunda da COVID-19 poderá lançar até 326 mil crianças ao trabalho infantil

MEIO AMBIENTENOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICAS

ONU celebra o Dia Mundial do Meio Ambiente em meio à Pandemia

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!
Powered by