ANÁLISES DE CONJUNTURAÁSIA

A evolução do futebol na China como forma de impor seu poderio político-econômico

Há décadas o esporte vem sendo utilizado como ferramenta de propaganda política, principalmente no que diz respeito aos países comunistas, casos da antiga União Soviética – sempre em evidência no quadro de medalhas olímpicas –, Alemanha Oriental – até o final da Guerra Fria –, e atualmente Cuba, no cenário latino-americano.

Xi Jinping em encontro diplomático no Uzbequistão (23 de junho de 2016)

A China, por sua vez, consolida-se como umas das potências da nova ordem mundial, garantindo o sucesso de sua economia com a sustentabilidade de altas taxas de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), graças ao desenvolvimento do comércio internacional e também à força e tamanho do mercado interno.

Politicamente, os governos chineses têm o histórico de impor suas demandas perante os parceiros e concorrentes, caso provado pela atual e iminente guerra comercial com os Estados Unidos da América, através de uma plataforma pautada no aumento das taxas dos impostos de importação, entre outras retaliações.

Diante deste cenário, e orientado pelas transações multimilionárias envolvendo a transferência internacional de jogadores entre os clubes, o governo chinês traçou a estratégia de investir no desenvolvimento do futebol, aliando o sistema nacional com o mecanismo de mercado, “utilizando a superioridade do sistema socialista”, conforme consta em seu discurso, a fim de tornar-se referência no esporte a longo prazo.

De imediato, poderosos empresários locais firmaram alianças com os clubes chineses e proporcionaram contratações de atletas consagrados, atraindo a atenção devido às altas quantias envolvidas. Compõem a lista de jogadores brasileiros que atuam na China: Paulinho (Guangzhou Evergrande), Oscar (Shanghai SIPG), Renato Augusto (Beijing Guoan), Diego Tardelli (Shandong Luneng) e Hernanes (Hebei Fortune).

Fã declarado do futebol, o Presidente da China, Xi Jinping, colocou o projeto em prática e elevou a prioridade do esporte desde que assumiu o poder, em 2013. Ele ordenou a obrigatoriedade na prática do futebol nas escolas e inspirou algumas de Pequim a irem além, a ponto de incluir o futebol nos seus exames de admissão.

Torcida na arquibancada abre bandeira gigante da China em setembro de 2016

O plano de reforma dos 50 pontos do futebol chinês, publicado em 2015, defende que este esporte tem um grande impacto social e é amado pelas grandes massas. Por isso, “o desenvolvimento e a revitalização do futebol melhorarão a condição física do povo chinês, enriquecerão a vida cultural, promoverão o espírito de patriotismo e coletivismo, cultivarão a cultura esportiva e desenvolverão a indústria esportiva. Isso tem um grande significado para a realização do sonho de se tornar uma nação esportiva poderosa e de grande importância para o desenvolvimento da economia, sociedade e cultura”.

Símbolo desta modalidade, a seleção chinesa de futebol também é alvo de transformações e melhorias até 2050. De acordo com o Presidente, os principais objetivos para o time nacional são: a classificação para outra Copa do Mundo FIFA, sediar uma Copa do Mundo FIFA e, eventualmente, ganhar o título desta competição.

A primeira e única participação da China na Copa foi pela edição de 2002, quando foi sorteada para jogar no grupo do Brasil, junto com Turquia e Costa Rica. Os chineses não marcaram, sofreram nove gols e foram eliminados em último lugar. Ocupa atualmente a 75ª posição no ranking oficial da FIFA.

O legado do plano de reforma chinês tem um formato bastante semelhante ao desenvolvimento das empresas multinacionais instaladas na China, em que a expertise estrangeira era empregada de forma a colaborar com a qualificação local. A começar pelo investimento nas categorias de base, passando pela erradicação da corrupção nas organizações que administram o futebol no país, o objetivo de construir uma seleção nacional mais forte fica cada vez mais próximo.

———————————————————————————————–

Fontes das Imagens:

Imagem 1 Torcedores chineses comemoram vitória em jogo classificatório contra a Coreia do Sul” (Fonte):

https://img.fifa.com/mm/photo/tournament/competition/02/87/68/66/2876866_big-lnd.jpg

Imagem 2 “Xi Jinping em encontro diplomático no Uzbequistão (23 de junho de 2016)” (Fonte):

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/8/86/Prime_Minister_Narendra_Modi_with_Chinese_President_Xi_Jinping_%28cropped%29.jpg

Imagem 3 “Torcida na arquibancada abre bandeira gigante da China em setembro de 2016” (Fonte):

https://img.fifa.com/mm/photo/tournament/competition/02/83/00/85/2830085_big-lnd.jpg

About author

Pós-graduado em Gestão de Negócios Internacionais pela Business School São Paulo (BSP), Bacharel em Relações Internacionais no Centro Universitário Fundação Santo André - Faculdade de Ciências Econômicas e Administrativas. Bolsista pelo CNPq em 2009 com o projeto de iniciação científica "A Soberania Nacional em face dos Tratados Bilaterais: A Questão do Tratado de Itaipu". Tem experiência na área de Ciência Política, com ênfase em Atitude e Ideologias Políticas, atuando principalmente nos seguintes temas: integração, direito, democracia, segurança e negociação internacional. Em sua carreira, conquistou o cargo de Gerente de Negócios Internacionais. Está em contato com o comércio exterior, aprofundando seu conhecimento e focando suas habilidades para os procedimentos de importação. Já participou de diversas feiras internacionais, representando sua empresa, tendo a função de estreitar o relacionamento com fornecedores, investidores e clientes estrangeiros, além de trabalhar a marca da empresa e conquistar distribuições em diferentes continentes.
Related posts
ANÁLISES DE CONJUNTURAEUROPA

O Desastre Aéreo da Ukraine International Airlines

AMÉRICA LATINAANÁLISES DE CONJUNTURA

Desigualdade e agitação social e política na América do Sul

ANÁLISES DE CONJUNTURAEsporte

Esporte como instrumento de inclusão social de refugiados no Brasil

ANÁLISES DE CONJUNTURAEURÁSIA

Desaceleração da inflação faz Banco Central da Rússia rever taxa de juros

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!
Powered by