ANÁLISES DE CONJUNTURAEUROPA

A Finlândia flexibiliza o isolamento social

A pandemia de Covid-19 atinge o cotidiano de milhões de pessoas ao redor do mundo. Diversos foram infectados e sofrem as consequências do vírus, o qual já levou a óbito algumas centenas de milhares em vários países. Todavia, com as medidas de isolamento social muitos foram protegidos, o que resultou no declínio da curva de expansão.

A Finlândia não foge das estatísticas e enfrenta as dificuldades geradas pela crise de saúde que se espalhou. Os dados pela BBC seguem a pesquisa feita pela Universidade John Hopkins, nos Estados Unidos, os quais apresentam o quantitativo de mortos e de infectados por Covid-19 no globo.

No universo dos Estados nórdicos, o menor índice de mortes teve registro na Islândia, com 10 perdas e 1.801 contaminados; na Noruega o contingente foi de 224 perdas e 8.132 contaminados; a Finlândia surge com 275 perdas e 6.003 infectados; a Dinamarca apresentou 533 perdas e 10.591 contaminados; e, por fim, o maior índice foi visto na Suécia, com 3.313 perdas e 27.272 contaminados.

A diferenciação de impacto da Covid-19 na região nórdica e na própria Finlândia corresponde a uma série de fatores, os quais salientam na proporção populacional, na complacência das autoridades locais, isso é, no uso de medidas de preservação, e na conscientização das sociedades.

Os finlandeses aguardam a flexibilização do isolamento social após cerca de 2 meses de confinamento. Diante da pauta, o jornal Helsingin Sanomat trouxe a informação de que o governo da primeira-ministra Sanna Marin planeja uma reabertura gradual das atividades do país, a partir do início de junho, todavia, algumas mudanças já começaram a ser implementadas desde o dia 14 de maio deste ano (2020), como a liberação de empréstimos de materiais pelas bibliotecas, e permissão de viagens e tráfego necessário transfronteiriço.

Segundo as autoridades finlandesas, divulgado no jornal Helsingin Sanomat, a ideia central é contribuir para trazer à sociedade finlandesa uma sensação de normalidade, entretanto, apesar do afrouxamento do isolamento social, com o retorno parcial do setor de educação, restaurantes e competições de esporte, muitas atividades permanecerão restritivas, tais como: o limite de até 50 pessoas para reuniões públicas, viagens de lazer, especialmente para o exterior, o aconselhamento do trabalho virtual, e a recomendação de isolamento de idosos com idade superior a 70 anos. 

Primeira-Ministra da Finlândia, Sanna Marin

As medidas de flexibilização do isolamento social não são unânimes entre os políticos e os especialistas. No tangente a questão política, o jornal Yleisradio Oy trouxe a declaração da Primeira-Ministra, que apresentou a tônica do relaxamento social: “A Finlândia abrirá gradualmente para o verão. Esforços estão sendo feitos para suspender as restrições de maneira controlada e gradual, para que a situação da doença permaneça sob controle, a capacidade de suporte da assistência médica não seja comprometida e a vida e a saúde das pessoas em risco possam ser protegidas”.

O jornal Yleisradio Oy ainda trouxe a declaração da parlamentar pelo Perussuomalaiset – PS (Partido dos Finlandeses), Riikka Purra, que se opõe a ideia de abertura do país e a considera como algo inconsistente, conforme sua afirmação: “No entanto, é improvável que a estratégia de saída escolhida pelo governo a mantenha pequena o suficiente, mas abrirá a sociedade de maneira inconsistente. O governo não está tentando reprimir o vírus, como já foi feito em muitos países, mas está avançando em um caminho sinalizado por seus especialistas de confiança de que ninguém sabe realmente o que está buscando”.

Conforme o jornal Ilta Sanomat, o professor de Virologia da Universidade de Helsinque, Kalle Saksela, é descrente de que a abertura planejada do país seja a melhor alternativa para o momento, e diverge do Relatório Abertura de Hetemäki, elaborado pelo Ministério das Finanças, o qual sinalizaria, na percepção do professor, um aumento no quantitativo de infectados por Covid-19, caso o isolamento realmente seja flexibilizado. O professor Saksela afirmou: “Não apoio essa estratégia [Relatório de Abertura de Hetemäki], porque penso que existem outras opções. É verdade que nenhuma sociedade pode suportar a repressão completa indefinidamente. No momento, porém, acho que uma opção completamente realista seria uma supressão limitada da epidemia até que melhores alternativas sejam encontradas”.

Covid-19

O jornal Ilta Sanomat ainda trouxe a declaração do médico-chefe da Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Central da Universidade de Kuopio, Stepani Bendel, que concorda com a afirmação do professor Kalle Salsela, todavia abre maior margem analítica, caso os dados do Relatório de Abertura de Hetemäki estejam corretos, e a população siga as instruções preventivas. No tangente a questão, Bendel salientou: “É claro, que quando as restrições são relaxadas, as infecções aumentam. Se os números R0 das curvas publicados no relatório Hetemäki estiverem corretos e as pessoas seguirem as instruções fornecidas, faremos bem com os cuidados intensivos. No entanto, se o número de infecções for superior ao estimado, a sociedade terá que reagir de alguma forma para garantir a adequação da capacidade”.

Os analistas consideram importante as restrições sociais como método de prevenção da propagação da Covid-19, às quais precisam ser respeitadas mesmo diante das consequências psicológicas que o isolamento social tende a produzir. Todavia é preciso existir uma confluência entre políticos e especialistas de forma que a população não seja prejudicada frente à circulação do vírus no presente e no futuro.

A flexibilização do isolamento social finlandês poderia ser compreendida como um experimento controlado, pois inexistem manuais para serem seguidos perante crises e emergências. Dentro dessa perspectiva, seria visto como prudente a consideração de retorno ao método do isolamento social, caso os índices de Covid-19 voltem a crescer, permanecendo os investimentos em estudos de composição de vacinas e formas de tratamento.

A medida de abertura finlandesa é entendida de forma positiva e como modo de contentar a sociedade, a qual experimenta extrema mudança de rotina e pressão psicológica pela ausência da integração, todavia, compreende-se a flexibilização como uma possível e sútil pressão do setor econômico para o retorno às atividades laborais. Essa última também é vista como um fator positivo, porém ela pode se tornar negativa caso o governo tenha que retornar a tática da restrição social. Em suma, tudo depende da colaboração das pessoas, seja para evitar o vírus, seja para a reativação da economia.  

———————————————————————————————–

Fontes das Imagens:

Imagem 1 Parlamento Finlandês” (Fonte):

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/f/f0/Eduskunta_istuntosali.jpg

Imagem 2 PrimeiraMinistra da Finlândia, Sanna Marin” (Fonte):

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/4/4c/Prime_Minister_of_Finland_Sanna_Marin_2019.jpg

Imagem 3 Covid19” (Fonte):

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/0/09/Covid-19-4855688_640.png

About author

Mestre em Sociologia Política (2018) e Bacharel em Relações Internacionais (2014) pelo Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro – IUPERJ vinculado a Universidade Cândido Mendes. Atualmente incorpora o quadro do CEIRI Newspaper, onde atua na qualidade de colaborador voluntário na produção de notas analíticas e conjunturais na área de política internacional europeia com ênfase nos Estados Nórdico-Bálticos e Rússia.
Related posts
ANÁLISES DE CONJUNTURAEURÁSIA

A Rússia vence disputa na OMC contra a União Europeia

ANÁLISES DE CONJUNTURAEURÁSIA

O papel da Rússia na modificação da lei de espiões do Reino Unido

AMÉRICA LATINAANÁLISES DE CONJUNTURA

Investimentos em infraestrutura será crucial para recuperação econômica na América Latina e Caribe

ANÁLISES DE CONJUNTURAÁSIA

Diplomacia das máscaras: o papel da China no contexto da Covid-19 e os países emergentes

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!
Powered by