fbpx
ÁSIAEUROPANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICA INTERNACIONAL

A posição da Turquia e da Bulgária sobre o conflito na Síria

O Chanceler da Turquia”, Ahmét Davútoglu, apontou que qualquer que seja a decisão sobre a situação na Síria, a onda de imigrantes vai aumentar. Davútoglu afirmou que o ataque químico perto da capital do país, Damasco, é um “crime contra a humanidade” e “teste para a comunidade mundial[1].

O ministro das relações exteriores destacou que a Turquia “não tem como finalidade a queda do qualquer regime[1], apesar de os imigrantes sírios afirmarem que o problema de seu país é o presidente Bashar al-Assad e a posição dos turcos ser contra o uso de armas químicas por parte do Regime contra o seu povo.

A Turquia anunciou que colocou suas “Forças Armadas” em alerta para se proteger de ameaças que venham do vizinho, enquanto as potências ocidentais avaliam a possibilidade de atacar as forças do presidente Assad.

A “Direção Geral de Emergências e Desastres” (AFAD) da Turquia anunciou que foram armazenadas máscaras de gás, antídotos contra os efeitos do gás tóxico e outros materiais para proteção civil na fronteira turca com a Síria. Os dois países compartilham uma fronteira de 910 quilômetros, que está inteiramente em mãos dos rebeldes ou das milícias curdas, que mantém uma posição mais neutra no conflito[2].

Ao mesmo tempo, vai crescendo a onda de refugiados na também vizinha da Turquia, a Bulgária (situada ao noroeste o país). Comparado com a mesma época do ano passado, o afluxo sírio aumentou mais de sete vezes. Na semana passada, a onda aumentou ainda mais. Um cidadão e traficante turco foi capturado perto de Svilengrád, também próximo à fronteira búlgaro-turca, com um grupo ilegal de 57 cidadãos sírios. Desde o começo de 2013 até o fim de agosto já são 3.000 os imigrantes sírios (1.600 deles vindos da Síria) que entraram na Bulgária[4].

Essa situação vem trazendo muitos problemas. Por exemplo, um dos grupos ilegais perto da fronteira búlgaro-turca foi responsável por um incêndio próximo a Élhovo[3] e  para tentar reduzir os efeitos da situação, estão sendo tomadas algumas medidas, dentre elas, na pequena cidade de Liúbimets há um centro especialmente construído por causa dos imigrantes ilegais.

Devido aos acontecimentos, estão sendo fortalecidos os pontos fracos na fronteira onde pode ser efetuada uma filtragem dos ilegais e também está sendo feita uma segurança adicional. 

Até o momento, o presidente da Bulgária, Róssen Plévneliev, enfatizou que ainda não vai convocar o Conselho Consultivo de Segurança Nacional” (KSNS, na sigla em búlgaro)[5].

———————-

Imagem (Fonte):

http://www.richgibson.com/blog/?p=7798

———————-

[1] Ver:
http://www.trthaber.com/haber/gundem/ahmet-davutoglu-aciklama-yapiyor-98945.html

[2] Ver:
http://www.hurriyetdailynews.com/turkey-sends-aid-workers-trained-for-chemical-attacks-to-syria-border.aspx?pageID=238&nID=53395&NewsCatID=352

[3] Ver:

http://bnt.bg/bg/news/view/107129/raste_brojat_na_sirijskite_bejanci_v_bylgarija

[4] Ver:

http://bnt.bg/bg/news/view/107156/bejancite_i_kontrolyt_na_granicite_ni

[5] Ver:

http://bnt.bg/bg/news/view/107188/plevneliev_ne_byrza_s_ksns_za_sirija

About author

De nacionalidade Búlgara, é Mestre em Segurança Corporativa (2012) pela Universidade de Economia Nacional e Mundial (UNSS, Sófia). Atua na área de Segurança Pública, Segurança Corporativa e Diplomacia Corporativa com foco nos países do Leste Europeu, sendo referência em questões relacionadas a Península Balcânica, Turquia e Rússia. Atualmente é jornalista e editor de notícias internacionais da Televisão Nacional da Bulgária (BNT).
Related posts
ÁSIAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Fundo Monetário Internacional estima crescimento da economia chinesa em quase 2%, contrariando tendência mundial

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Conselho Europeu se reúne para tratar de ação conjunta europeia para combater a COVID-19

NOTAS ANALÍTICASPARADIPLOMACIA

As cidades mais caras da América Latina

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Resposta à COVID-19 nas Américas pode sofrer transformação a partir de novos testes rápidos

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!