Agora nossos podcasts também estão no Spotify e Deezer. Em breve voltaremos  com os áudios! Para receber nossas atualizações em seu whatsapp clique no botão ao lado ou envie um whatsapp com seu nome, cidade/estado para 11 35682472

EUROPANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICA INTERNACIONAL

A Rail Báltica começa a sair do papel

O trem de alta velocidade é um dos principais símbolos da integração europeia e da livre circulação de pessoas, pois permite a locomoção de milhares de cidadãos por diversos países, além de intensificar as ligações infraestruturais dos Estados-parte da União Europeia (UE).

O projeto da Rail Báltica, ou linha ferroviária do báltico, é organizado pelas empresas Rail Báltica e RB Rail AS que, juntas, formam uma joint venture* encarregada de representar os interesses dos três Estados do Báltico: Estônia, Letônia e Lituânia. O empreendimento compõe o Projeto Global da Rail Báltica, o qual visa conectar indiretamente a Finlândia pela sua capital Helsinque até Varsóvia, capital da Polônia, via região báltica, interligando-a aos demais Estados europeus.

Com previsão de 870 Km de extensão e financiamento de 5 bilhões de euros da União Europeia – aproximadamente, 21,62 bilhões de reais, conforme cotação de 11 de abril de 2019 – o traçado contempla as seguintes cidades: Tallinn e Pärnu, na Estônia; Riga e a região do Aeroporto, na Letônia; e Panevėžys, Kaunas e Vilnius, na Lituânia.

Trem de alta velocidade

No final de março (2019) foram iniciados 7 de 11 procedimentos de adjudicação dos projetos técnicos, os quais totalizam mais de 50% da Rail Báltica. Em relação a linha, o jornal The Baltic Times trouxe a afirmação do CEO da RB Rail AS, Timo Riihimäki, o qual disse: “Iniciar as atividades de projeto na primeira seção da linha principal é uma conquista significativa para todos os parceiros envolvidos no Projeto Global da Rail Báltica”.

Os analistas entendem que o projeto contribuirá para trazer uma nova dinâmica logística aos países em questão, favorecendo a intensificação de novos negócios. Outro aspecto relevante é o fator social, o qual poderá ganhar maior incremento e destaque a partir da aproximação cultural e política dos Estados-parte.

———————————————————————————————–

Nota:

Joint Venture: é um acordo entre duas ou mais empresas que possuem um interesse comercial comum, por determinado período de tempo.

———————————————————————————————–

Fontes das Imagens:

Imagem 1 Rail Báltica” (Fonte): https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/9/91/Rail-baltica_internet.jpg/724px-Rail-baltica_internet.jpg

Imagem 2 Trem de alta velocidade” (Fonte): https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/8/82/Gare_de_l%27Est_-mars_2013-TGV_reseau_510_carmillon.JPG/640px-Gare_de_l%27Est-mars_2013-_TGV_reseau_510_carmillon.JPG

About author

Mestre em Sociologia Política (2018) e Bacharel em Relações Internacionais (2014) pelo Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro – IUPERJ vinculado a Universidade Cândido Mendes. Atualmente incorpora o quadro do CEIRI Newspaper, onde atua na qualidade de colaborador voluntário na produção de notas analíticas e conjunturais na área de política internacional europeia com ênfase nos Estados Nórdico-Bálticos e Rússia.
Related posts
COOPERAÇÃO INTERNACIONALEuropaNOTAS ANALÍTICAS

Organização Internacional das Migrações anuncia milhares de migrantes desaparecidos no Mar Mediterrâneo

AMÉRICA LATINAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Cone Monetário e Passaporte bolivianos ganham prêmio internacional

ENERGIANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICAS

A dependência energética da Ucrânia

ENERGIANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICAS

HBO, Chernobyl e Rússia: a questão histórica sobre o desastre nuclear

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Olá!
Powered by