ESPORTENOTAS ANALÍTICAS

Agência da ONU realiza jogo amistoso pelos imigrantes venezuelanos no Brasil

Realizado no último dia 30 (abril de 2019) em Manaus, a capital do estado brasileiro Amazonas, um jogo amistoso de futebol foi organizado pela Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) como gesto de solidariedade aos milhares de venezuelanos que migraram para o Brasil. A partida teve como objetivo chamar a atenção para as dificuldades que os imigrantes enfrentam e arrecadar doações de alimentos não perecíveis.

Dentro de campo, os times Lendas do Flamengo, composto por atletas veteranos do clube carioca, e Amigos de Iranduba, um coletivo de amigos da cidade de Iranduba, localizada na região metropolitana de Manaus, se enfrentaram para a diversão do público presente na Arena da Amazônia. Ressalte-se que nesta cidade há um clube de futebol denominado Esporte Clube Iranduba da Amazônia, que foi fundado em 2011. Também participaram da apresentação cinco crianças e adolescentes venezuelanos que entraram em campo junto aos jogadores, incluindo Keyla, uma jovem de 18 anos, ex-jogadora semiprofissional de futebol, que teve a missão especial de carregar a bandeira de seu país de origem.

O placar da partida, secundário diante da causa, terminou em uma goleada de 9 a 2 para o time de veteranos do Flamengo, para delírio dos 30 venezuelanos que assistiam ao jogo da arquibancada. Os gols foram marcados por Athirson, Thiago Coimbra, Sávio Maurinho, Felipe Adão e Aloísio Chulapa.

Venezuelanos vão às ruas protestar contra o governo em 2016

Bruno Cabrezito, ex-jogador profissional e atual ator, também atuou pelo Lendas do Flamengo. Atualmente interpretando o vilão Hussein Zarif na novela “Órfãos da Terra”, da Rede Globo, Bruno disse admirar cada um dos ali presentes e que espera que a vida no Brasil seja cada vez melhor.

Este amistoso foi o primeiro de um projeto intitulado Duelos da Arena, que visa “promover o acolhimento dos venezuelanos por meio do futebol”. A organização do evento arrecada doações como forma de ingresso para assistir à partida – a chamada “entrada solidária” – que são revertidas para os abrigos de refugiados vulneráveis, geridos pela Pastoral do Migrante de Manaus.

A ACNUR tem forte atuação na região norte do Brasil, o maior destino dos refugiados, e oferece serviços de registro de informação, moradia e proteção às famílias venezuelanas em situação de vulnerabilidade. A agência atua em consonância com o Governo Federal brasileiro para lidar com questões emergenciais de forma mais efetiva.

Segundo levantamento da ACNUR, desde 2016, mais de 3,4 milhões de mulheres, homens e crianças foram forçados a sair do país. De acordo com dados da Polícia Federal, 14 mil solicitações de refúgio foram feitas em Manaus até o final de 2018.

———————————————————————————————–

Fontes das Imagens:

Imagem 1 Refugiados venezuelanos em Boa Vista” (Fonte): https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/6/66/Venezuelan_refugees_in_Boa_Vista%2C_Brazil_1.jpg

Imagem 2 “Venezuelanos vão às ruas protestar contra o governo em 2016” (Fonte): https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/d/db/Venezuela_protest_26_October_%28size_diff%29.jpg

About author

Pós-graduado em Gestão de Negócios Internacionais pela Business School São Paulo (BSP), Bacharel em Relações Internacionais no Centro Universitário Fundação Santo André - Faculdade de Ciências Econômicas e Administrativas. Bolsista pelo CNPq em 2009 com o projeto de iniciação científica "A Soberania Nacional em face dos Tratados Bilaterais: A Questão do Tratado de Itaipu". Tem experiência na área de Ciência Política, com ênfase em Atitude e Ideologias Políticas, atuando principalmente nos seguintes temas: integração, direito, democracia, segurança e negociação internacional. Em sua carreira, conquistou o cargo de Gerente de Negócios Internacionais. Está em contato com o comércio exterior, aprofundando seu conhecimento e focando suas habilidades para os procedimentos de importação. Já participou de diversas feiras internacionais, representando sua empresa, tendo a função de estreitar o relacionamento com fornecedores, investidores e clientes estrangeiros, além de trabalhar a marca da empresa e conquistar distribuições em diferentes continentes.
Related posts
ÁFRICAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Oleoduto entre Angola e Zâmbia

Direito InternacionalNOTAS ANALÍTICAS

Conselho de Direitos Humanos da ONU discute projeto de Tratado sobre a Responsabilidade de empresas e Estados pelo respeito aos Direitos Humanos

NOTAS ANALÍTICASTecnologia

Laboratório da Samsung na Rússia na vanguarda dos “deepfake”

EUROPANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICA INTERNACIONAL

Extinction Rebellion toma conta das ruas de Londres, em protesto pelo clima

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Olá!
Powered by