NOTAS ANALÍTICASOrganizações InternacionaisPOLÍTICA INTERNACIONAL

Anunciada a sucessão do comando geral da OTAN

Na última sexta-feira, dia 28 de março, a “Organização do Tratado do Atlântico Norte” (OTAN, ou NATO, na sigla em inglês) anunciou a escolha de Jens Stoltenberg como próximo “Secretário Geral” da “Aliança Militar[1].

Stoltenberg, que fora “Primeiro-Ministro da Noruega” (em dois momentos, entre 2000-2001 e 2005-2013), irá suceder o atual secretário geral Anders Fogh Rasmussen, de origem dinamarquesa. A decisão fora tomada durante a última reunião doConselho do Atlântico Norte”, composto pelos embaixadores dos 28 países membros da OTAN, deixando para trás candidatos como o atualMinistro das Relações Exteriores da Polônia”, Radek Sikorski, e o ex-ministro italiano Franco Frattini[2].

Atual líder do Arbeiderpartiet (“Partido dos Trabalhadores”) e enviado especial da “Organização das Nações Unidas” (ONU) para questões envolvendo mudanças climáticas, Jens Stoltenberg irá assumir o cargo de “Secretário Geral” no próximo dia primeiro de outubro.

Elogiado pela sua atuação após o ataque terrorista em Oslo, realizado por Anders Breivik, em 2011, Stoltenberg terá que lidar com a questão da crescente crise ucraniana envolvendo a Rússia e parece já ter definido o tom que adotará. Em entrevista concedida em Oslo, o Ex-Primeiro-Ministro afirmou que a crise na Ucrânianos lembra do quão importante é a OTAN. A ideia de defesa coletiva se tornou mais importante dada a forma como a Rússia está usando a força para mudar as fronteiras da Europa. (…) A Rússia tem de ver que aquilo que fez tem um preço[3].

—————————————

Imagem (Fonte):

http://upload.wikimedia.org/wikipedia/en/8/81/Jens_Stoltenberg.jpg

—————————————

Fontes consultadas:

[1] Ver:

http://www.nato.int/cps/en/natolive/news_108390.htm?selectedLocale=en

[2] Ver:

http://euobserver.com/defence/123669

[3] Ver:

http://br.reuters.com/article/worldNews/idBRSPEA2R07C20140328

Enhanced by Zemanta

About author

Mestrando em Ciência Política pela Universidade de São Paulo (Usp); Bacharel em Relações Internacionais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (Puc-SP). Colaborador do Núcleo de Análise da Conjuntura Internacional (NACI) e do Núcleo de Estudos de Política, História e Cultura (Polithicult). Experiência profissional como consultor de negócios internacionais. Atua nas áreas de Política Internacional, Integração Europeia, Negócios Internacionais e Segurança Internacional. No CEIRI NEWSPAPER é o Coordenador do Grupo Europa.
Related posts
NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

EpiVacCorona: segunda vacina russa contra a COVID-19 tem seu registro confirmado

ÁSIAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

China lança plano de transformar Shenzhen em “motor central” de reforma

AGÊNCIAS DE COOPERAÇÃOCOOPERAÇÃO INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Impacto da COVID-19 na educação é tema de Relatório das Nações Unidas

ÁFRICANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICA INTERNACIONAL

Ataque jihadista a civis deixa 25 mortos em Burkina Faso

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!