AMÉRICA DO NORTEDIPLOMACIA CORPORATIVANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICA INTERNACIONAL

Governo dos EUA proíbe importação de produtos da Apple por violação de patentes da Samsung

No dia 4 de junho, a “Comissão Internacional de Comércio dos Estados Unidos” (ITC, sigla em inglês) proibiu a importação, venda e distribuição do iPhone4 e alguns modelos do iPad ao país, pois considera que os produtos da “Apple” violam a patente de sua concorrente sul-coreana “Samsung”.

A medida ainda pode ser vetada pelo presidente Barack Obama, ou bloqueada por uma corte de apelação, mas, se for mantida, a decisão vai barrar a entrada nos EUA de alguns iPhones e iPads produzidos na Ásia para serem operados pela rede da empresa AT&T. A lista abrange o iPhone 4, o iPhone 3GS, o iPad 3G, o iPad 2 3G e o iPad 3. Não estão inclusos no bloqueio os modelos mais recentes, como a quarta geração de iPads e o iPhone 5, que usam tecnologia diferente dos anteriores.

Em comunicado, replicado pelo “Portal R7[1], a “Apple” expressou sua decepção com a decisão da ITC e afirmou que apresentará uma apelação. Apesar do comunicado de proibição da importação, venda e distribuição, a empresa destacou que a decisão não afetará a disponibilidade dos produtos listados nos Estados Unidos.

———————————————-

Fonte Consultada:

[1] Ver:

http://noticias.r7.com/economia/noticias/comissao-de-comercio-internacional-proibe-importacao-de-iphone4-aos-eua-20130605.html

———————————————-

Ver Também:

http://blogs.estadao.com.br/radar-tecnologico/2013/06/05/apple-violou-patente-da-samsung-diz-comissao-dos-eua/

Ver Também:

http://idgnow.uol.com.br/mobilidade/2013/06/05/eua-barram-venda-de-iphone-e-ipad-por-conta-da-briga-apple-x-samsung/

Ver Também:

http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2013/06/1290055-governo-dos-eua-barra-a-importacao-de-produtos-da-apple-produzidos-na-asia.shtml

Enhanced by ZemantaEnhanced by Zemanta
NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Espanha assina Acordo com a “Organização Panamericana da Saúde”

A “Organização Panamericana da Saúde” (OPS) e o governo da Espanha firmaram[1] um memorando de entendimento de US$ 5,7 milhões para execução de projetos na área da saúde na “América Latina”.

A diretora da OPS, Carissa F. Etienne, declarou[1] que a assinatura do Documento representa um aprofundamento da relação do organismo com a Espanha e a possibilidade de fortalecer a cobertura e o acesso da saúde aos mais vulneráveis da região latino-americana.

NOTAS ANALÍTICAS

Em maio a crise, Telefônica e Vodafone perdem parcela significativa de clientes para concorrentes

Telefônica e Vodafone perdem clientesTelefônica e Vodafone perdem clientesDe acordo com informações disseminadas pela “Reuters” e citadas o “Portal Info[1], em busca de ofertas mais baratas dos concorrentes, mais de meio milhão de espanhóis mudaram de operadoras de telefonia móvel em março de 2013, sendo os maiores perdedores as principais participantes do mercado, a “Telefônica” e “Vodafone”.

Segundo dados da “Comisión del Mercado de las Telecomunicaciones[2] (regulador de telecomunicações na Espanha), nos três primeiros meses deste ano, mais de 1,8 milhão de consumidores mudaram para outra empresa de telefonia móvel.

NOTAS ANALÍTICAS

Segundo o FMI, Moçambique será o PALOP com maior crescimento econômico em 2013

MoçambiqueMoçambiqueDe acordo com relatório[1] publicado pelo “Fundo Monetário Internacional” (FMI),  Moçambique deverá ser o Estado dos “Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa” (PALOP) com maior crescimento econômico em 2013 e a Guiné-Bissau poderá suceder-lhe em 2014. Em 2012, a posição pertenceu a Angola. 

Segundo o Relatório apresentado pelo FMI para a África sub-sahariana, Moçambique teve uma aceleração em sua economia, passando de um crescimento de 7,5% em 2012 para 8,4% em 2013, colocando o país no primeiro lugar das taxas de crescimento dos países lusófonos neste ano. 

NOTAS ANALÍTICAS

Bolívia e Palestina estreitam relações com apoio do “Banco Mundial”

Delegação Palestina (Foto: Banco Mundial)Delegação Palestina (Foto: Banco Mundial)Uma Delegação palestina encabeçada pelo presidente da “Autoridade Monetária Palestina” (AMP), Jihad Alwazir, visitou[1] o mandatário boliviano, Evo Morais, para compartilhar experiências de políticas monetárias de ambas regiões.

Esta atividade foi apoiada pelo “Banco Mundial” (BM) que, junto com altos servidores públicos da Bolívia, preparou uma ampla agenda de atividades. Nos últimos anos, o “BM” vem  propiciando para a Bolívia vários intercâmbios no marco da “Cooperação Sul-Sul”.