NOTAS ANALÍTICASTecnologia

Irã processa CEO do Telegram

Abbas Jafari-Dolatabadi, Procurador-Geral do Irã, anunciou no dia 26 de setembro que o judiciário iraniano apresentou uma ação contra o CEO do Telegram, Pavel Durov. Dolatabadi declarou que o Telegram “presta serviços a grupos terroristas como o Estado Islâmico, criando uma plataforma adequada para as atividades de outros grupos, promovendo e facilitando a perpetração de pornografia infantil, tráfico de seres humanos e narcotráfico”.

No mesmo dia Pavel Durov declarou em seu canal no Twitter @durov: “estamos bloqueando ativamente conteúdo terrorista e pornográfico no Irã”. Ainda de acordo com o empresário russo, os moderadores do Telegram têm bloqueado aproximadamente 1.000 canais, bate-papos e bots com conteúdo terrorista ou pornográfico.

Acesso a internet no Irã

Este aplicativo de mensagens é o mais utilizado no país, com números superiores a 40 milhões de usuários. Devido a sua popularidade, existem muitas personalidades políticas, meios de comunicação e instituições iranianas com canais no Telegram, cada uma acompanhada por suas perspectivas e notícias.

Como os iranianos possuem acesso a uma gama mais limitada de serviços online, “a maioria dos usuários está focada no Instagram e Telegram como suas plataformas de comunicação”, já que esses dois aplicativos são os únicos, até o momento, que não são bloqueados pelo Governo. 

Apesar das limitações para acessar serviços online populares em todo o mundo, como YouTube, Facebook, Google e Apple, o Irã está passando por uma rápida transformação digital que se deve ao lançamento de uma banda larga móvel melhor e mais rápida, popularizada a partir de 2014, conforme destaca matéria da Rede Internacional de Jornalistas

A ação judicial iraniana contra o Telegram poderá desencadear o bloqueio do aplicativo no país, restando apenas o Instagram como meio de comunicação dos iranianos com o mundo.

———————————————————————————————–                    

Fontes das Imagens:

Imagem 1 Bandeira do Irã com símbolo do logo do Telegram” (Fonte):

http://www.ispazio.net/wp-content/uploads/2015/10/telegramiran-750×389.jpg

 Imagem 2 Acesso a internet no Irã” (Fonte): 

http://s3.amazonaws.com/digitaltrends-uploads-prod/2015/10/iran-mobile.jpeg

AMÉRICA LATINACOOPERAÇÃO INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

NBA lança núcleo de basquete no Complexo do Maré

No início de setembro, a National Basketball Association (NBA), a liga norte-americana de basquete profissional, inaugurou o Núcleo jr.NBA no Complexo da Maré (zona Norte do Rio de Janeiro). De acordo com as informações divulgadas, o Núcleo já conta com 200 jovens e crianças inscritos (de 10 a 19 anos), obtendo aulas gratuitas, e tem por objetivo agregar menores que estão fora da escola, como forma de reintegrá-los ao sistema educacional por meio do esporte.

O Núcleo jr.NBA é resultado da parceria entre a NBA, o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a Fundação Barcelona Esporte Clube para promover a inclusão social com as atividades esportivas nas vilas olímpicas do Rio de Janeiro.

Crianças e jovens serão iniciados no basquete, com aulas no contraturno da escola (Foto: Divulgação)

Esta iniciativa faz parte do projeto “Maré Que Transforma”, liderado pelo BID, em parceria com a Subsecretaria de Esportes e Lazer do Município do Rio de Janeiro e com a Vila Olímpica da comunidade. Além disso tem os apoios da Fundação Futebol Clube Barcelona, da Colgate, da Visa e do Fundo Japonês para o desenvolvimento no BID.

Por meio do Projeto busca-se desenvolver o esporte como ferramenta de construção de valores de cidadania para o dia-a-dia da comunidade, minimizando conflitos, aumentando o envolvimento de pais e cuidadores com seus filhos e/ou enteados e potencializando a prática desportiva para a promoção da saúde, da amizade e da transformação social.

No âmbito da Copa do Mundo do Brasil (em 2014), da Copa do Mundo Sub-20 na Colômbia (em 2011) e dos Jogos Olímpicos no Brasil (em 2016), o BID passou a desenvolver uma estratégia integrada para vincular iniciativas esportivas ao trabalho realizado em diferentes setores.  

O Escritório de Parcerias Estratégicas do BID assumiu a liderança na área de esportes de desenvolvimento para incorporá-lo no programa de operações da instituição (dentro da Estratégia de Segurança Juvenil e Segurança Cidadã), sendo uma prioridade para a região da América Latina, razão pela qual deve ampliar cada vez mais os seus esforços.
———————————————————————————————–                    

Fontes das Imagens:

Imagem 1Projeto Núcleo jr.NBA promove a prática esportiva no Complexo da Maré, no Rio de Janeiro (Foto: Divulgação)” (Fonte):

https://sportv.globo.com/site/nba/noticia/jr-nba-liga-americana-lanca-nucleo-de-basquete-no-complexo-da-mare.ghtml

Imagem 2Crianças e jovens serão iniciados no basquete, com aulas no contraturno da escola (Foto: Divulgação)” (Fonte):

https://s2.glbimg.com/SBFYWi_93XRA-ehx0eq1HavP8Y4=/0x0:2000×1332/1600×0/smart/filters:strip_icc()/s.glbimg.com/es/ge/f/original/2017/09/06/321017_729845_20170906104842_img_5219_vfnwfzJ.jpg

AMÉRICA LATINACOOPERAÇÃO INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICASORGANIZAÇÃO INTERNACIONALPOLÍTICAS PÚBLICASSociedade InternacionalTecnologia

[:pt]BID lança plataforma de ferramentas digitais com código aberto[:]

[:pt] Governos de todo o mundo investem milhões de dólares por ano em softwares e ferramentas digitais para procedimentos administrativos objetivando serem mais eficazes no atendimento às necessidades da população. Agora, diversos desses instrumentos digitais…

Read more
AMÉRICA LATINAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICASORGANIZAÇÃO INTERNACIONAL

BID recomenda criação de uma Área Livre Comércio na América Latina

[:pt]

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) recomendou à América Latina e Caribe a criação de uma área de comércio regional integrada para aumentar as exportações. A recomendação, que está contida na segunda parte de seu relatório macroeconômico, foi apresentada neste domingo, dia 2 de abril, aos representantes da instituição durante o último dia da assembleia anual do BID e da Corporação Interamericana de Investimentos (CII), realizada em Assunção (Paraguai).

O Banco Interamericano de Desenvolvimento afirma que a criação de uma Área de Livre Comércio da América Latina e Caribe (ALCALC) poderia se concentrar em um primeiro momento apenas no comércio de bens e serviços, podendo ser abordadas mais tarde as questões de propriedade intelectual, mão de obra e meio ambiente.

O Vice-Presidente do BID para Setores e Conhecimento, Santiago Levy, afirmou que estão “propondo uma rota de integração mais simples e mais flexível, que se concentre em ganhos comerciais e aproveite a vasta rede de tratados comerciais preferenciais já existentes. Isso é, na verdade, mais fácil de fazer do que muitos formuladores de políticas poderiam imaginar”.

Deve-se destacar que a proposta da organização rejeita a criação de uma estrutura supranacional, como uma União Aduaneira, além disso, não considerou claramente como equacionar as instabilidades políticas que diversos países da América Latina estão enfrentando e a maneira como essas oscilações poderiam afetar a efetividade de uma área de comércio regional integrada.

———————————————————————————————–                    

Imagem 1 International Trade” (Fonte):

http://michaelczinkota.com/2017/03/new-world-new-trade-policy/

Imagem 2 Santiago Levy, Vice-Presidente do BID para Setores e Conhecimento” (Fonte):

http://hoy.com.do/bid-latinoamerica-frenara-a-17-su-ritmo-de-crecimiento-anual-hasta-2020/

[:]

ECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSociedade InternacionalTecnologia

[:pt]As Fintechs e os imigrantes nos EUA[:]

[:pt]

Durante duas décadas, diversos imigrantes em todo mundo enviavam dinheiro por meio de lojas de remessas tradicionais, como a Western Union. Agora, com a revolução das fintechs (o segmento das startups que cria inovações na área de serviços financeiros com processos baseados em tecnologia), há novas opções que tornam mais rápido, fácil e barato fazer remessas pelo mundo.

Uma tendência das fintechs está em atender o mercado de imigrantes, tradicionalmente desconsiderado, por ser de alto risco e gerar baixa margem de lucro. Essas empresas estão ajudando os imigrantes a aprofundar suas raízes nos EUA, em uma época na qual a retórica anti-imigração domina a política nacional, e, por isso, possibilitam acesso a transferências internacionais, empréstimos e até mesmo contas bancárias.

Muitas firmas emergentes no setor de fintech consideram os serviços financeiros para imigrantes como uma fonte inexplorada de receita, a exemplo do Remitly, TransferWise e Xoom, juntamente com outros, como o Lendup e a Oportun, que emprestam a mutuários de alto risco. Assim, as comunidades de imigrantes têm cada vez mais acesso a serviços financeiros com seus smartphones, destacando-se que, de acordo com um estudo da Pew 2015, 13% dos latinos nos EUA dependem de smartphones como sua única fonte de acesso à Internet, em comparação com apenas 4% dos brancos.

Na campanha de Donald Trump, foi divulgado o seu plano de imigração, que indicava a possibilidade de “imobilizar todos os pagamentos de remessas provenientes de salários ilegais”, caso o México se negasse a pagar pelo muro a ser ampliado entre o México e os EUA. Neste documento, Trump propõe ainda regulamentar as empresas de remessas por meio das Leis Antiterrorismo dos EUA, que agora se aplicam aos Bancos e outras instituições financeiras.

Analistas indicam que ainda não está claro se o plano de imigração da campanha de Trump representa uma ameaça real para a segmento de remessas. O plano foi criticado, em parte, devido à dificuldade em diferenciar as transferências de imigrantes legais e irregulares, algo que terá de ser esclarecido.

———————————————————————————————–                    

Imagem 1Cartão de uma fintech e smartphone com aplicativo aberto” (Fonte):

https://imagens.canaltech.com.br/145619.256877-FinTechs.jpg

Imagem 2Utilização de pagamentos online” (Fonte):

http://cards-expo.com.br/blog/tudo-que-voce-precisa-saber-para-entender-as-fintechs/

 [:]

AMÉRICA LATINACOOPERAÇÃO INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

[:pt]Brasil e Cuba renovam Acordo de Cooperação do Programa Mais Médicos[:]

[:pt] De acordo com informações da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS), Brasil e Cuba renovaram o Acordo de Cooperação que prevê a vinda de profissionais cubanos para atuar no Programa Mais Médicos,…

Read more
EducaçãoNOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSociedade Internacional

[:pt]Moscou lança um aplicativo inspirado na realidade aumentada de Pokemon Go[:]

[:pt]

A cidade de Moscou lançou uma versão limitada de “Get to Know Moscow.Photo” (Conheça Moscou), um aplicativo de realidade aumentada para iOS e Android com uma impressionante semelhança com o aplicativo Pokémon Go, que viralizou em diversos países. O “Get to Know Moscow.Photo” permite aos usuários capturar personagens virtuais em locais reais com suas câmeras de smartphones.

Usuária com o Get to Know Moscow.Photo

                                                         Usuária com o Get to Know Moscow.Photo

De acordo com o Ministério das Tecnologias de Informação e Comunicações de Moscou, ao invés de caçar Pokémons, os usuários capturam figuras históricas russas. Um Porta-Voz de Moscou declarou ao jornal The Guardian que o “objetivo do aplicativo é atrair a atenção para a rica herança cultural de Moscou, usando tecnologia de realidade aumentada que está na moda, bem como dar aos moscovitas uma razão para andar mais”.

Ao contrário do “Pokémon Go”, onde o Pokémon aparece aleatoriamente no mapa, as figuras históricas em Get to Know Moscow aparecem em lugares específicos em Moscou, com base nas vidas das personagens. Por exemplo, Viktor Robertovich Tsoi, a lenda do rock soviético, pode ser encontrado perto de uma parede coberta de pichações, que leva seu nome, em Arbat Street. O marco é dedicado a Tsoi e é frequentemente visitado por fãs.

Marco dedicado a Tsoi

                                                                       Marco dedicado a Tsoi

Segundo informações do gabinete do Prefeito de Moscou, uma vez que a versão completa do aplicativo for lançada, ainda em agosto, as personagens vão começar a aparecer em vários endereços e podem se movimentar (considerando sua trajetória histórica), forçando os usuários a procurar ele ou ela.

Entre as figuras históricas que aparecerão no jogo estão: Alexander Pushkin; Ivan, o Terrível; Pedro, o Grande; Napoleão Bonaparte, que invadiu Moscou em 1812; Viktor Tsoi; e o astronauta Yuri Gagarin.

———————————————————————————————–                    

Imagem 1 (Fonte):

Divulgação prefeitura de Moscou – The Moscow Times

Imagem 2 (Fonte):

Express to Russia

Imagem 3Marco dedicado a Tsoi” (Fonte):

Wikipedia

[:]

AMÉRICA LATINAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Ministro da agricultura brasileiro realiza reunião com representantes diplomáticos para apresentar o setor no Brasil

Conforme divulgado em nota pela assessoria de comunicação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil, ontem, quinta-feira, dia 30 de junho, o ministro Blairo Maggi recebeu representantes de 40 países, com o objetivo de apresentar o potencial da agricultura brasileira e a relação atual com os mercados internacionais.

Em sua apresentação, Blairo ressaltou as políticas sustentáveis aplicadas aos produtos nacionais, citando também o Código Florestal brasileiro como exemplo do rigor com que o país trata a questão.

Ele afirmou ainda que o Governo brasileiro deseja “ser o maior país agrícola do mundo e temos gente, conhecimento e terras para isso. Só seremos relevantes se tivermos mercado para vender, mas também precisamos de muitos produtos que vocês fornecem”.

Para o novo Ministro da Agricultura, a aproximação internacional é uma prioridade, já que o agronegócio, como o motor do país, deve carrear a recuperação econômica do Brasil, mas ressaltou que isso deverá passar pela abertura de mercados internacionais.

———————————————————————————————–                    

Imagem (Fonte):

https://pt.wikipedia.org/wiki/Blairo_Maggi