DIPLOMACIA CORPORATIVANOTAS ANALÍTICAS

Parceria entre Technip e Cargill para a produção de Etanol em Barby

A empresa francesa especialista em projetos para a indústria energética Technip fornecerá as técnicas de engenharia e construção para a unidade de etanol da trading norte-americana Cargill, que está sendo erguida em Barby, na Alemanha. O contrato do tipo “Engineering, Procurement and Construction” (EPC), firmado entre ambas as companhias, prevê serviços da Technip até a segunda metade de 2015, quando a unidade deve entrar em operação.

A nova Planta será construída ao lado da processadora de trigo da empresa existente em Barby. A unidade vai produzir etanol usando matéria-prima vinda dessa unidade adjacente, a partir do cereal produzido localmente.

Conforme a Cargill, o etanol do tipo premium à ser produzido na Planta, que receberá investimento de 60 milhões de euros, retirado dos negócios bem sucedidos de amido e adoçante, será destinado a bebidas, cosméticos e indústria farmacêutica. A nova fábrica será composta por uma área de fermentação e outra de destilação, a qual poderá ampliar a distribuição de etanol na Europa e, assim, atender melhor os clientes da Cargill no continente.

——————–

Imagem (Fonte):
https://www.facebook.com/TechnipGroup/photos/pb.321295511292706.-2207520000.1397492182./613260005429587/?type=3&theater

——————–

Fontes consultadas:

[1] Ver:

http://www.technip.com/en/press/technip-wins-contract-cargill%E2%80%99s-new-ethanol-plant

[2] Ver:

http://g1.globo.com/economia/agronegocios/noticia/2014/04/technip-fornecera-tecnologia-para-unidade-da-cargill-na-alemanha.html

ECONOMIA INTERNACIONALEUROPANOTAS ANALÍTICAS

A Lufthansa e a crise no modal aéreo na Europa

A “Deutsche Lufthansa AG” é uma empresa alemã da aviação mundial que se posiciona como a maior companhia operante na Alemanha, tanto no transporte aéreo de passageiros, como no transporte de cargas. No dia 2 de abril deste ano (2014), ocorreu uma greve de pilotos da Companhia, na qual os funcionários exigiram melhores salários e resultou no cancelamento de mais de 3.800 voos. Esta greve é outra de uma série que vem prejudicando as operações da Companhia e gerando problemas para os passageiros na Alemanha

A Lufthansa afirmou que está aberta à negociações para amenizar a situação e limitar os prejuízos. A mesma também reconhece que está tentando diminuir custos devido ao acréscimo exorbitante nos combustíveis, bem como vem elaborando estratégias eficientes para driblar a forte concorrência na Europa com companhias aéreas que estão utilizando os descontos como estratégias de marketing. 

Especialistas apontam que esta greve, além de prejudicar o mercado internacional, alavancará os preços de fretes internacionais, diminuindo a competitividade de muitos países que dependem de uma logística internacional eficaz e à baixo custo. Além disso, aumentará  o preço do produto final, podendo significar que se caminha para uma crise no modal aéreo europeu.

——————–

Imagem (Fonte):
http://www.brasil.diplo.de/Vertretung/brasilien/pt/__pr/Nachrichten_20Archiv/26.10_20Lufthansa.html

——————–

Fonte consultada:

[1] Ver:

http://globotv.globo.com/rede-globo/bom-dia-brasil/v/greve-de-pilotos-cancela-quase-quatro-mil-voos-na-alemanha/3254804/