NOTAS ANALÍTICAS

“Fórum Internacional China, América Latina e Caribe”

Ontem, terça-feira (dia 8 de maio), foi inaugurado o Fórum sobre a China, América Latina e o Caribe. O Evento está sendo organizado pela “Academia de Ciências Sociais da China” e pelo “Banco de Desenvolvimento da América Latina” na capital chinesa, Beijing.

O Fórum tem por objetivo discutir as relações entre os envolvidos e traçar novos caminhos para superarem uma possível crise financeira que está em início na Europa. Com a possibilidade de que esta crise se desenvolva e com os impactos globais que pode trazer, foi feita a pergunta: neste contexto, é possível manter a dinâmica econômica da China e dos países da América Latina e do Caribe?

NOTAS ANALÍTICAS

“Índia e Bangladesh sócios dos EUA?”

Durante a visita da secretária de Estado dos “Estados Unidos”, Hillary Clinton, à Índia, foi informado que este país, juntamente com Bangladesh (o próximo destino de sua viagem), são “sócios” de Washington. Ela declarou: “Já não serei secretária de Estado no próximo ano, mas quero ver florescer nossa associação com Bangladesh e a Índia, dois países importantes para os Estados Unidos (…), queremos vê-los como líderes em muitas frentes”*.

NOTAS ANALÍTICAS

ASEAN, China, Japão e Coréia do Sul fecham “Acordo de Cooperação Financeira”

Os membros da “Associação das Nações do Sudeste Asiático” (ASEAN), juntamente com Japão, China e Coréia do Sul, vão criar mecanismos para “empréstimos preventivos”.

De acordo com a imprensa asiática, durante o encontro das autoridades destes países na cidade de Manila (Filipinas), foram discutidos os meios de se combater a “Crise do Crédito Europeu” que atingiu o continente asiático e concordaram em cooperar pelo futuro econômico regional.

NOTAS ANALÍTICAS

Japão e Índia acertam Acordo para exploração de “Terras raras”

Segundo o noticiário da “TV NHK” japonesa, o Japão e a Índia concluíram o “Acordo de Cooperação” para o desenvolvimento de infraestrutura e exploração de “terras raras”. De acordo com as informações divulgadas, o ministro japonês da “Indústria e Comércio”, Yukio Edano, firmou o Acordo com os indianos tendo em vista que este mercado tem um grande potencial de crescimento em toda a Índia e esta também poderá ser uma importante base de produção.

NOTAS ANALÍTICAS

China-Rússia: relações bilionárias

As relações sino-russas deram mais um passo “glorioso” para o fortalecimento de suas relações. As duas potências globais assinaram 27 “Contratos Comerciais” de proporções bilionárias.

Segundo dados oficiais do Governo chinês transmitidos pela Xinhua e disseminados pela imprensa internacional, o vice-primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, esteve presente junto com o vice-primeiro-ministro russo, Igor Shuvalov, na Cerimônia de assinatura dos “Acordos Comerciais” que somaram 15 bilhões de dólares.