NOTAS ANALÍTICAS

Bolívia formaliza pedido ao Chile para negociar saída soberana para o Mar

Marinheiros bolivianosO governo boliviano solicitou na semana passada, por meio da “Corte Internacional de Justiça” (CIJ), que o Chile participe de uma negociação que conceda aos bolivianos uma saída soberana para o mar[1]. O pedido faz parte de um projeto de “política do estado” para recuperar a saída boliviana para o “Oceano Pacífico”, perdida para o Chile no século XIX[2].

O presidente Evo Morales havia anunciado a intenção durante o “Dia do Mar”, quando bolivianos reúnem-se para questionar a perda territorial litorânea[2]. O apelo à CIJ foi justificado por Evo Morales com base nos fracassos de diálogos diretos entre os governos boliviano e chileno[1]. Autoridades chilenas adiantaram, no entanto, que o Chile negará qualquer negociação nesse sentido[3].

A Bolívia perdeu a saída para o mar após a Guerra do Pacífico (1879-1883), quando recebeu auxílio do Peru para combater o Chile. O conflito ocorreu devido à região de Antofagasta, cuja posse era indefinida, mas que passou a ser disputada pelo Chile e pela Bolívia devido às riquezas químicas e minerais. Com a vitória chilena, o Peru teve de conceder parte de seu litoral, e a Bolívia perdeu sua saída marítima.

Durante a década de 1970, diversas negociações ocorreram entre Chile e Bolívia sobre o assunto. Devido ao fracasso, os países romperam relações diplomáticas, não as reatando até os presentes dias. Em 2012, o Governo chileno recusou um pedido boliviano de negociação, feito por meio da “Organização dos Estados Americanos[4]. A Constituição boliviana de 2009 afirma que a Bolívia jamais renunciará a essa busca, que ocorrerá por meios pacíficos[5].

————————-

ImagemMarinheiros bolivianos. A Bolívia mantém esforços simbólicos e institucionais na busca pela saída para o mar” (Fonte):

http://www.infodefensa.com/?noticia=la-armada-boliviana-adquirira-en-espana-un-buque-escuela-para-navegacion-maritima

————————-

Fontes consultadas:

[1] Ver:

http://lta.reuters.com/article/domesticNews/idLTASIE93N03L20130424

[2] Ver: 

https://ceiri.news/index.php?option=com_content&view=article&id=3606:evo-morales-prepara-politica-de-estado-para-reivindicar-mar-territorial-boliviano-na-corte-de-haia&catid=94:notas-analiticas&Itemid=656

[3] Ver:

http://www.bbc.co.uk/mundo/noticias/2013/04/130424_bolivia_chile_mar_demanda_corte_internacional_justicia_la_haya_nc.shtml

[4] Ver: 

http://www1.folha.uol.com.br/mundo/1100897-bolivia-pede-renegociacao-de-saida-ao-mar-com-chile-na-oea.shtml

[5] Ver: 

http://pdba.georgetown.edu/constitutions/bolivia/bolivia09.html

About author

Bacharel em Comunicação Social, especialista e mestre em Relações Internacionais. Estagiou na Missão Diplomática Permanente do Brasil nas Nações Unidas (DELBRASONU - Nova Iorque, EUA). Desenvolve linha de pesquisa e carreira docente em Análise de Discurso sobre nacionalismo, desenvolvimento e segurança, com ênfase na América Latina. É escritor, articulista, cronista, conselheiro de cultura e membro de academias e de associações culturais.
Related posts
ÁFRICAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Oleoduto entre Angola e Zâmbia

Direito InternacionalNOTAS ANALÍTICAS

Conselho de Direitos Humanos da ONU discute projeto de Tratado sobre a Responsabilidade de empresas e Estados pelo respeito aos Direitos Humanos

NOTAS ANALÍTICASTecnologia

Laboratório da Samsung na Rússia na vanguarda dos “deepfake”

EUROPANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICA INTERNACIONAL

Extinction Rebellion toma conta das ruas de Londres, em protesto pelo clima

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Olá!
Powered by