ESPORTENOTAS ANALÍTICAS

Caso de transgênero inglês chama a atenção de comunidade internacional de Rugby

Acontecimentos em que atletas LGBT assumem sua sexualidade perante o público tornam-se cada vez mais frequentes, à medida que o debate pela regulamentação de suas atividades no esporte avança. No Brasil, temos a história de Tiffany Abreu, sendo a primeira transgênero a disputar a Superliga Feminina de vôlei, na elite nacional da modalidade, ao final do ano passado (2017), defendendo o time de Bauru (SP).

Referência para todas as organizações esportivas, o Comitê Olímpico Internacional (COI) divulgou em novembro de 2015 um relatório consensual a respeito da atuação de transgêneros, o qual defende “os direitos humanos e a justa competição”, estabelecendo regras como limite dos níveis de testosterona, sem manter a obrigatoriedade da cirurgia de mudança de sexo.

Foto recente de Verity Smith, que há 18 meses novamente injetou testosterona para acelerar a transição e completar o tratamento

Porém, o tema segue alvo de discussões e críticas, principalmente no que diz respeito às modalidades que exigem força física e contato pessoal entre atletas. Recentemente, veio à tona a história de Verity Smith, transgênero inglês de 37 anos que joga pela liga inglesa feminina de rugby.

Assegurado pelo lema “esporte para todos” da Rugby Football Union (RFU) – entidade suprema da modalidade na Inglaterra -, Verity, que continuará usando seu nome de registro, faz jus ao direito de exercer o esporte “sem prejuízo”. Todavia, por conta de sua aparência, efeito de seu tratamento hormonal desde os 19 anos, algumas adversárias recusam-se a entrar em campo contra a jogadora do Rotterdam Ladies e Dewsbury Moore, pela união e liga de rugby, respectivamente.

Smith aguarda ansiosamente pela revisão das políticas da RFU sobre transgêneros e está confiante de que o modelo utilizado pelo COI será adotado pelo rugby inglês, garantindo segurança e equidade no tratamento de todos(as) os(as) jogadores(as).

Enquanto isso, Verity Smith espera sua próxima consulta para a retirada dos seios. De acordo com o jogador, no momento afastado por uma lesão no pé, “foi-me oferecido um lugar em uma equipe masculina e eu queria provar que você pode jogar e fazer a transição [de sexo] com sucesso, só para que as crianças tenham algo para admirar”.

———————————————————————————————–

Fontes das Imagens:

Imagem 1 Verity Smith posa para foto com o time de rugby feminino Halifax Ladies, da Inglaterra” (Fonte):

https://pbs.twimg.com/media/C3NT4E4WQAILWOs.jpg:large

Imagem 2 Foto recente de Verity Smith, que há 18 meses novamente injetou testosterona para acelerar a transição e completar o tratamento” (Fonte):

https://pbs.twimg.com/media/C6okxu0WsAAzoPL.jpg:large

About author

Pós-graduado em Gestão de Negócios Internacionais pela Business School São Paulo (BSP), Bacharel em Relações Internacionais no Centro Universitário Fundação Santo André - Faculdade de Ciências Econômicas e Administrativas. Bolsista pelo CNPq em 2009 com o projeto de iniciação científica "A Soberania Nacional em face dos Tratados Bilaterais: A Questão do Tratado de Itaipu". Tem experiência na área de Ciência Política, com ênfase em Atitude e Ideologias Políticas, atuando principalmente nos seguintes temas: integração, direito, democracia, segurança e negociação internacional. Em sua carreira, conquistou o cargo de Gerente de Negócios Internacionais. Está em contato com o comércio exterior, aprofundando seu conhecimento e focando suas habilidades para os procedimentos de importação. Já participou de diversas feiras internacionais, representando sua empresa, tendo a função de estreitar o relacionamento com fornecedores, investidores e clientes estrangeiros, além de trabalhar a marca da empresa e conquistar distribuições em diferentes continentes.
Related posts
ÁFRICANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICA INTERNACIONAL

Violência na República Centro Africana leva a novos deslocamentos da população

EUROPANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICA INTERNACIONAL

Partido governante da Rússia perde espaço no Parlamento de Moscou

AMÉRICA DO NORTEÁSIANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICA INTERNACIONAL

Fuzileiros navais americanos relembram Pequim das capacidades militares de Washington

AMÉRICA LATINAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

CEPAL lança livro sobre caminhos para o desenvolvimento brasileiro

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Olá!
Powered by