ANÁLISES DE CONJUNTURA

DILMA ROUSSEFF INICIA PROCESSO DE VISITAS INTERNACIONAIS: ARGENTINA ABRE O ROTEIRO DE SEU GOVERNO

Nos dias 30 e 31 de janeiro de 2010, a Presidente do Brasil, Dilma Rousseff, iniciará o roteiro de visitas internacionais que realizará ao longo de seu mandato. Está previsto o começo das viagens pela Argentina. Em fevereiro irá ao Peru, onde tomará parte da “Cúpula América do Sul e Países Árabes”; depois, viajará ao Paraguai e Uruguai, em março.

ANÁLISES DE CONJUNTURA

O FRACASSO DA REUNIÃO ENTRE IRÃ E O “P5+1”

O resultado da “Reunião de Cúpula” entre o “P5+1” (EUA, Grã-Bretanha, França, China e Rússia + Alemanha) e o Irã foi considerado pelas autoridades envolvidas e pela “Comunidade Internacional” como um fracasso, uma vez que as solicitações das grandes potências não foram ouvidas pelo governo iraniano, que  anunciou manter o seu “Programa Nuclear” nas mesmas condições atuais e declarou que já dispõe de tecnologia para realizar o enriquecimento de urânio no percentual necessário para colocar em funcionamento suas Usinas.

ANÁLISES DE CONJUNTURA

BRASIL E CHINA SÃO FOCOS DOS INVESTIDORES (PARTE 2): AS DIFERENÇAS ENTRE AMBOS - ASPECTOS QUE MOSTRAM A DESVANTAGEM BRASILEIRA*

Embora os dois “gigantes emergentes” estejam sob os olhos dos investidores, ainda existe grande diferença entre eles, claramente expressadas nas percepções destes profissionais, bem como de analistas econômicos e observadores internacionais.

Para Masataka Fujita, “Chefe de Análise de Tendências de Investimentos” da Unctad, “não é justo comparar nenhum país com a China, por sua economia e população gigantesca (…). Se olhamos os números per capita, vemos que os investimentos no Brasil são grandes e que o país ganha competitividade”.

ANÁLISES DE CONJUNTURA

BRASIL E CHINA SÃO FOCOS DOS INVESTIDORES (PARTE 1): DESTAQUES ECONÔMICOS DIANTE DA INCERTEZA COM RELAÇÃO ÀS ECONOMIAS DAS GRANDES POTÊNCIAS [Errata: acrescidas fontes de pesquisa (Rodapé) e dados sobre a economia japonesa (&10)]

Na economia internacional, quando se fala dos países emergentes e do futuro da economia global, Brasil e China estão dentro das especulações de investimentos e das projeções de recuperação mundial, em face à “crise econômica” que tem abalado o planeta ao longo dos últimos dois anos e meio.

ANÁLISES DE CONJUNTURA

POSTURA IRANIANA REDUZ EXPECTATIVAS PARA RODADA DE NEGOCIAÇÕES COM O “P5+1” SOBRE SEU “PROGRAMA NUCLEAR”

A postura iraniana adotada ao longo das últimas quatro semanas tem reduzido as expectativas e criado o clima de tensão para a rodada de negociações entre o Irã e o grupo informal denominado “P5+1” (EUA, Rússia, China, França, Grã-Bretanha + Alemanha / conhecido também como “E3+3”, ou seja, França, Grã-Bretanha, Alemanha + EUA, Rússia e China), que ocorrerá entre os dias 20 e 22 de janeiro de 2011, em Istambul (Turquia). O encontro também contará com a presença dos turcos.