ANÁLISES DE CONJUNTURA

O POSICIONAMENTO DO PRESIDENTE LULA COM RELAÇÃO AO IRÃ

Apesar das manifestações de apoio do presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao presidente iraniano Ahmadinejad, o assessor internacional da Presidência, Marco Aurélio Garcia, diz que o governo brasileiro assiste sem tomar partido os acontecimentos políticos no Irã.

As declarações do Presidente, comparando os protestos a insatisfação de torcidas de futebol foram “comentários genéricos, laterais” e não uma posição de governo, com juízo de valor, argumentou Garcia. “Dizer que estamos apoiando Ahmadinejad é bobagem. Não apoiamos nem deixamos de apoiar”, afirmou o assessor.

ANÁLISES DE CONJUNTURA

BRIC IMPULSIONA O SURGIMENTO DE UMA NOVA ORDEM MUNDIAL?

Os países que formam o BRIC – Brasil, Índia, Rússia e China – realizarão amanhã, na cidade russa de Ecaterimburgo, a primeira Reunião de Cúpula formal. Esta reunião é a tentativa de transformar a sigla em algo concreto.

O BRIC deseja mais voz e peso no cenário global, opinando sobre as questões que afetam a todo o sistema internacional e normalmente não são consultados, ou são simplesmente ignorados, pois não são vistos como potências reguladoras da Ordem Mundial.

ANÁLISES DE CONJUNTURA

A QUESTÃO CHINESA

Os analistas e teóricos de relações internacionais tem apontado que a China será o grande ator do século XXI. Essa percepção decorre de vários fatores. Dentre eles podemos destacar como os mais citados pelos analistas: a grandeza do território, o gigantismo da população, o controle político que barrou a fragmentação do país (ela poderia gerar uma crise no sistema internacional), a abertura do país para o capitalismo, a forma como tem sido conduzida a recepção de capital externo, a coerência do planejamento econômico e os investimentos na infra-estrutura, além dos investimentos na qualificação da mão de obra.