ANÁLISES DE CONJUNTURA

POLÍTICA INTERNACIONAL – 2010 TENDE A SER UM ANO TURBULENTO NO PARAGUAI E O FOCO DAS TENSÕES POLÍTICAS NA REGIÃO

São fortes os indícios de que a situação tenderá à polarização política no Paraguai. Os problemas que o presidente paraguaio, Fernando Lugo, está enfrentando indicam que o país poderá passar por uma crise política institucional e se torne o foco da discussão ideológica no continente, no primeiro semestre de 2010.

ANÁLISES DE CONJUNTURA

REATIVAÇÃO DA COMISSÃO-MISTA BILATERAL ENTRE O GOVERNO DOMINICANO E HAITIANO

O Ministro Dominicano da Economia, Temistocles Montas, realizou uma reunião de trabalho na última sexta-feira, dia 18 de dezembro, com o Primeiro Ministro Haitiano, Jean Max Bellerive, sobre temas de grande interesse para os dois países.

Antes tudo, é importante lembrar que Haiti e a República Dominicana são os únicos países no mundo que compartilham uma ilha. Neste sentido, o ex-presidente Haitiano, Jean Bertrand Arisitide, comparou estes países como duas asas de um mesmo pássaro, ou seja, que têm um destino comum.

ANÁLISES DE CONJUNTURA

REPENSANDO A EUROPA: DESAFIOS DEMOGRÁFICOS E O FUTURO DA ECONOMIA

Atualmente, a Europa enfrenta um retrocesso, não apenas econômico, mas também demográfico, estando forçada a repensar urgentemente o seu futuro.

Nas últimas décadas, a população européia tem perdido peso em relação à população do mundo: se, em meados do século XX, representava 21% do total, atualmente, não chega a 11%. A maioria das projeções sugere não apenas a continuação desta tendência, mas o envelhecimento progressivo da Europa, ou seja, o retrocesso do peso relativo dos jovens em relação aos grupos etários de mais idade.

ANÁLISES DE CONJUNTURA

COM O RESULTADO DAS ELEIÇÕES EM HONDURAS O BRASIL PODERÁ SAIR MORALMENTE ATINGIDO

Ao final das eleições gerais em Honduras, ocorridas no último domingo, dia 29 de novembro de 2009, os resultados colocaram uma situação contrária às apostas, tanto do ex-presidente, Manuel Zelaya, afastado do poder sob a acusação de crimes políticos e comuns, quanto do governo brasileiro, que agora se vê diante de um problema político e diplomático para resolver.

Diante dos resultados eleitorais, o candidato da oposição, Porfírio “Pepe” Lobo, do Partido Nacional (PN), será eleito com uma margem de 52% a 54% dos votos válidos em uma eleição com, aproximadamente, 62% de participação dos eleitores.

ANÁLISES DE CONJUNTURA

ZELAYA PEDE UM TRIBUNAL INTERNACIONAL CONTRA O GOVERNO ATUAL DO SEU PAÍS E O PRESTÍGIO BRASILEIRO JÁ ESTÁ SENDO AFETADO

O ex-presidente de Honduras, Manuel Zelaya, solicitou à ONU (Organização das Nações Unidas) e à OEA (Organização dos Estados Americanos) que criem um Tribunal Internacional para avaliar a condição de perseguido político, que o atual governo hondurenho e o Congresso de Honduras podem estar movendo contra si.