NOTAS ANALÍTICAS

A crise e os modelos políticos remodelando os investimentos

A exponencial alta dos preços das propriedades registrada nos Estados Unidos, Europa e China transformou a América Latina na grande oportunidade para os investidores.

Alguns vêem como uma simples desaceleração no setor, mas está projetando uma tendência no modelo de crescimento do mercado imobiliário, sendo este setor um dos dois tradicionais motores econômicos espanhóis.

NOTAS ANALÍTICAS

A China e suas Estratégias para não cair de vez no buraco da crise

Apesar do governo Chinês ainda esperar um crescimento de 8% para este ano, os dados nos indicam uma queda atrás da outra e vários esforços para o Dragão Chinês vão reduzir a sua força de crescimento, embora tudo indique que ele vá ser mantido.

Dados recentes mostram que a China tem sofrido forte queda nas exportações após a crise de crédito no Ocidente que forçou os consumidores americanos e europeus a comprar menos apontando quedas do comércio exterior chinês da ordem de 25,9%.

NOTAS ANALÍTICAS

Transporte Coletivo, o caos das grandes metrópoles brasileiras. Há alternativas?

Sempre que falamos sobre transporte coletivo no Brasil, nos vêm à mente diversos problemas e transtornos causados principalmente nas grandes metrópoles.

 

No Rio de Janeiro, as reclamações mais freqüentes estão relacionadas ao descumprimento do ponto de parada; em Belo Horizonte o descumprimento do quadro de horários; já em São Paulo as reclamações mais comuns são o intervalo entre um ônibus e outro. Acrescente-se a isso a aceleração da urbanização e o aumento do tráfego.

NOTAS ANALÍTICAS

Oportunidades Sul-Sul: BID e ADB fomentando o comércio exterior.

A fim de criar bases para a geração de emprego e a redução da pobreza nos países do Sul, o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) e o ADB (Banco Asiático de Desenvolvimento – ADB em Inglês), apostam em uma nova alternativa e promovem um acordo para fomentar programas de financiamento para o comércio exterior, chamado de Facilitação de Financiamento para o Comércio Exterior (TFFP, sigla em inglês).

NOTAS ANALÍTICAS

Banco Mundial empresta 4,140 Bilhões à Argentina.

Em relação ao empréstimo feito pelo Banco Mundial, Pedro Alba, representante da instituição para a Argentina, Chile, Paraguai e Uruguai, afirmou que os recursos se destinam à manutenção de gastos sociais no contexto da crise econômica mundial. Assim, evita-se que este setor perca recursos que são importantes na manutenção da qualidade de vida e escassos nesses momentos.  

NOTAS ANALÍTICAS

Banco Mundial faz Aliança Estratégica na Argentina

Ontem (09 de junho), o Banco Mundial (BM) outorgou à Argentina um empréstimo no valor de US$ 4,14 milhões, no âmbito de uma Aliança Estratégica.

Apesar da aprovação do crédito, o Banco Mundial advertiu a Argentina sobre os problemas de corrupção, mas frisou a crescente intervenção estatal na economia como fator importante para acentuar ainda mais a já limitada capacidade de atrair capital privado.