NOTAS ANALÍTICAS

Representantes da USAID e do setor privado visitam Cabrália, na Bahia, para viabilizar projeto de cooperação

A USAID e a Qualcomm, por intermédio de seu diretor, Francisco Soares, estudam um projeto de parceria público-privada para desenvolver a pesca na cidade de Cabrália (Estado da Bahia – Brasil), sendo a pesca a mais importante atividade econômica nesse lugar. Aparece também como importante o turismo, pois esta é a cidade onde foi rezada a primeira missa no Brasil e também onde se travaram os primeiros contatos entre os portugueses e os índios tupiniquins. Lá, ergueu-se a cruz com as armas e as divisas de Portugal, simbolizando a posse das terras descobertas.

NOTAS ANALÍTICAS

Micheletti pede que não haja interferência externa

O atual presidente de Honduras, Roberto Micheletti, solicitou aos presidentes da Argentina (Cristina Kirchner) e Equador (Rafael Correa) que evitem envolver-se no problema que está ocorrendo em seu país. Afirmou ainda que considera interferência externa as manifestações de ambos, bem como as propostas de acompanharem o presidente afastado, Manuel Zelaya, até Honduras, para fazer cumprir a determinação da OEA de reempossá-lo na presidência do país.

NOTAS ANALÍTICAS

Lula na Cúpula da União Africana

O Presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, participa hoje como convidado da reunião de cúpula da União Africana (UA). Ele foi indagado se não há contradição em defender a restituição de Zelaya em Honduras e ao mesmo tempo participar de uma reunião com líderes como o sudanês Omar al-Bashir, que tem uma ordem de captura internacional por crimes contra a Humanidade; o Chefe de Estado líbio, Muamar Kadafi, e o presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, reeleito num pleito com  problemas, tendo recebido críticas da sociedade internacional.

NOTAS ANALÍTICAS

Banco chinês de desenvolvimento anuncia investimentos em infra-estrutura no Rio de Janeiro

O Banco de Desenvolvimento da China (BDC) deverá instalar uma agência na cidade do Rio de Janeiro até 2010, para investir em portos, usinas siderúrgicas e energia, afirmou o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral.

Além do empréstimo de US$ 10 bilhões à Petrobrás, acordado em maio, o Banco chinês concordou em emprestar US$ 800 milhões ao BNDS. Ademais, o diretor financeiro da Petrobrás, Almir Barbassa, afirmou que a instituição chinesa está oferecendo mais empréstimos à empresa caso esta concorde em comprar produtos chineses.