NOTAS ANALÍTICAS

Considerações sobre o caso de Honduras

O recente movimento que afastou o presidente hondurenho de seu cargo e o substituiu pelo presidente do Congresso apresenta elementos causam preocupação em toda a América Latina.

As ações dos militares hondurenhos foram reprovadas e repudiadas por toda a sociedade internacional, mas os elementos que estão postos à mesa são complexos para qualquer análise imediata sobre o fato.

NOTAS ANALÍTICAS

O que representou a derrota da situação nas eleições argentinas

O duro golpe sentido pelos situacionistas no governo argentino não surgiu inesperadamente. Ao longo do período desde que assumiu a pasta, a presidente Cristina Kirchner não conseguiu manter o controle sobre os variados setores da sociedade que sentiram de perto a estagnação econômica.

Em termos de política externa, a presidente encenou aproximações com a Venezuela de Hugo Chávez e foi obrigada a retroceder, quando o venezuelano anunciou que estava estatizando empresa argentina em seu território. Adotou política para defender os produtores argentinos, quando sobretaxou produtos importados afetando o comércio com o Brasil e regras do MERCOSUL. Mas, se isso agradou a alguns setores, prejudicou outros, como os comerciantes importadores, e perdeu apoio no exterior.

NOTAS ANALÍTICAS

Golpe de Estado em Honduras e a Reação da Comunidade Internacional

O Congresso de Honduras destituiu ontem o presidente Manuel Zelaya, e nomeou em seu lugar o líder do Legislativo, Roberto Micheletti; militares invadiram o palácio nacional pela manhã e levaram o presidente de Honduras para o exílio na Costa Rica. 

O líder foi detido pouco antes do início do plebiscito que iria definir se a Constituição do país poderia ser modificada. Além da Suprema Corte, membros do Congresso e integrantes do próprio partido de Zelaya eram contrários à votação. Críticos disseram que ele queria acabar com as limitações à sua reeleição. Tanques tomaram ontem as ruas de Tegucigalpa e centenas de soldados com escudos cercavam o palácio presidencial.

NOTAS ANALÍTICAS

Banco “KfW IPEX-Bank GmbH” financia parque eólico na Croácia

Reafirmando seu compromisso ambiental o “KfW IPEX-Bank GmbH” está financiando a construção de um parque eólico na Croácia com € 10,1 milhões. O montante total de investimento é em cerca de €  12,7 milhões.

O parque eólico, que tem uma capacidade total de 9,6 megawatts, é o terceiro na Croácia. Compreende um total de onze turbinas eólicas que serão fornecidas, erguidas e encomendadas pela “Enercon GmbH”, uma das principais fabricantes de turbinas eólicas na Alemanha.

NOTAS ANALÍTICAS

BAD financia US$ 200 milhões para o primeiro Programa de Desenvolvimento Urbano do Nordeste da Índia

O Nordeste da Índia sofre com a escassez de investimento devido a alguns fatores, como: local montanhoso, longa distância dos mercados, limitado interesse do setor privado, nível elevado de pobreza e desemprego. Existem, contudo, projetos de transportes para ligar a capital com cidades da Índia, oferecendo articulação para incrementar as trocas comerciais com os estados vizinhos e dando oportunidades para o desenvolvimento coordenado.