ECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

CEPAL defende espaço econômico compartilhado entre México e países da América Central

Durante o mês de junho (2019), a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) defendeu a necessidade de concepção de um espaço econômico compartilhado entre o México e países da América Central, especificamente, El Salvador, Guatemala e Honduras. Na visão da Comissão, o foco do referido espaço deveria ser ampliado para abranger questões de segurança humana, incluindo acesso a emprego, educação, proteção social e aos meios de subsistência.

Em média, nos países do norte da América Central, a desigualdade social faz com que os 10% mais ricos possuam rendimentos até 70 vezes maiores que os 10% mais pobres. Na sub-região, em torno de 362 mil jovens buscam ingressar no mercado de trabalho anualmente, porém, apenas 127 mil novos postos de trabalho são abertos.

Da direita para a esquerdaMarcelo Ebrard, Secretário de Relações Exteriores do México; Andrés Manuel López Obrador,Presidente do MéxicoAlicia BárcenaSecretáriaExecutiva da CEPAL; e Maximiliano ReyesSubsecretário para a América Latina e o Caribe do México

Também, o objetivo é garantir que a migração seja uma alternativa e não a única opção para que os centro-americanos possam desenvolver suas capacidades e expectativas de vida. Para isso, a CEPAL realizará um Plano de Desenvolvimento Integral a partir de um diagnóstico da região e recomendações pontuais para avançar rumo ao enfrentamento e superação dos desafios populacionais.

O Plano está estruturado em quatro eixos programáticos acordados pelos quatro países: desenvolvimento econômico; bem-estar social; sustentabilidade ambiental e gestão de riscos; e gestão integral do ciclo migratório com segurança humana.

Por fim, busca-se o reforço na demanda de integração dos quatro países no comércio, energia e logística. Além disso, deverá se gerenciar conjuntamente os riscos e respostas aos desastres e à mudança climática em prol da Agenda 2030.

———————————————————————————————–

Fontes das Imagens:

Imagem 1 “Migrantes almoçam em abrigo na Guatemaladepois de serem deportados do México” (Fonte – FotoUNICEF/Daniele Volpe): https://nacoesunidas.org/cepal-defende-espaco-economico-compartilhado-entre-mexico-e-paises-do-norte-da-america-central/

Imagem 2 “Da direita para a esquerdaMarcelo Ebrard, Secretário de Relações Exteriores do México; Andrés Manuel López Obrador,Presidente do MéxicoAlicia BárcenaSecretáriaExecutiva da CEPAL; e Maximiliano ReyesSubsecretário para a América Latina e o Caribe do México” (Fonte – FotoCEPAL): https://www.cepal.org/pt-br/comunicados/o-direito-desenvolvimento-lugar-origem-solucao-que-migracao-seja-opcao-nao-obrigacao

About author

Pós-graduanda em Estratégia e Relações Internacionais Contemporâneas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS, 2018-2019). Graduada em Relações Internacionais pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS, 2015), pela I Turma de Relações Internacionais – Turma Nelson Mandela. Ao longo da graduação, implementou o Centro Acadêmico de Relações Internacionais (CARI) da UNISINOS. Possui interesse na área de Segurança Internacional, Organizações Internacionais e Direito Internacional, especificamente, no Direito Internacional dos Refugiados e Migrações. Tem como experiência profissional assessoria técnica para o Governo do Estado do Rio Grande do Sul, na Secretaria do Planejamento, Governança e Gestão (SPGG, RS). Como articulista do CEIRI trabalha temas correlatos à América Latina.
Related posts
NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

OMS lança primeira versão de Relatório Mundial sobre Visão

AMÉRICA LATINAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Colômbia: primeira linha de metrô de Bogotá será construída por consórcio chinês

ÁFRICANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICA INTERNACIONAL

Mortos durante prece na Mesquita em Burkina Faso

EURÁSIANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICA INTERNACIONAL

Rússia assume papel de mediador no conflito da Síria

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Olá!
Powered by