ÁSIACOOPERAÇÃO INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

China lidera criação de centro para conhecimento internacional em desenvolvimento

2017 tem sido importante para concretizar o protagonismo da China nas agendas para o desenvolvimento. Neste ano, o país promoveu o lançamento do Centro para conhecimento internacional em desenvolvimento (CIKD, sigla em inglês), tendo o apoio da Organização das Nações Unidas (ONU) e servindo para fomentar avanços nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

 O CIKD é resultado de esforços do Governo chinês desde a Conferência da ONU para o Desenvolvimento Sustentável em 2015, quando o presidente Xi Jinping esboçou o projeto de criação.

Xi Jimping

Conforme publicado pelo Ministério das Relações Exteriores da China, o centro ambiciona criar uma plataforma de compartilhamento de teorias e boas práticas de desenvolvimento entre vários países, que possam servir para solucionar dilemas em outras realidades locais.

Nesse sentido, apesar de a proposta ter sido capitaneada inicialmente pelo país asiático, a finalidade é que ele seja um projeto conjunto e aberto a toda comunidade internacional da ONU, com vistas a contribuir na consecução da Agenda 2030. 

Na ocasião do lançamento, em agosto deste ano (2017), em Pequim, cerca de 300 pessoas estiveram presentes, entre representantes da ONU, de países estrangeiros, empresas e centros de pesquisas.

Vale ressaltar que tal agenda é considerada estratégica por conta dos resultados práticos que acarretam para o país, pois, além de aprimorarem as políticas locais, servem também para dar mais prestígio à sua imagem e influência nas relações internacionais.

Ilustração disso é que especialistas apontam que existem possibilidades de a China alcançar maior espaço nas discussões sobre mudanças climáticas, haja vista a recente melhora nos índices de emissão de gases poluentes e suas ações no desenvolvimento de insumos para energias renováveis. 

———————————————————————————————–                    

Fontes das Imagens:

Imagem 1 Lançamento CIKD” (Fonte):

https://www.unsouthsouth.org/2017/08/23/un-secretary-general-antonio-guterres-commends-chinas-leadership-in-south-south-cooperation/

Imagem 2 Xi Jimping” (Fonte):

http://www.fmprc.gov.cn/mfa_eng/topics_665678/xjpffgcxqhbhbldhdjbbwnfjxgsfwbfnfyhnsbzczfhzltfh/t1322277.shtml

About author

Especialista em Relações Internacionais pela Universidade de Brasília (UnB). Bacharel em Relações Internacionais pela Universidade Católica de Brasília (UCB), com experiência acadêmica internacional no Instituto de Estudos Políticos da Universidade Católica Portuguesa. É coordenador do Café com Política e colunista político do Congresso em Foco. Foi estagiário-visitante da Câmara dos Deputados e trainee do Setor Político, Econômico e de Informação da Delegação da União Europeia no Brasil. Atuou também como pesquisador colaborador voluntário do Observatório Brasil e o Sul (OBS). É voluntário Departamento da Juventude da Cruz Vermelha Brasileira Brasília (CVBB).
Related posts
ÁSIAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

China lança plano de transformar Shenzhen em “motor central” de reforma

AGÊNCIAS DE COOPERAÇÃOCOOPERAÇÃO INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Impacto da COVID-19 na educação é tema de Relatório das Nações Unidas

ÁFRICANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICA INTERNACIONAL

Ataque jihadista a civis deixa 25 mortos em Burkina Faso

ANÁLISES DE CONJUNTURANOTAS ANALÍTICAS

COMUNICADO CEIRI NEWS DE 12 DE OUTUBRO

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!