fbpx
NOTAS ANALÍTICAS

China necessitará de mais Asas

Nesta semana, foi dado inicio ao “Show Aéreo” chinês na cidade de Zhuhai (localizada na região Sul) e também foi divulgado um estudo comunicando que o país precisará de aproximadamente 4.960 aviões nos próximos 20 anos. A “Corporação de Aviões Comerciais da China” (COMAC, na sigla em inglês) divulgou um relatório oficial sobre o tema que diz respeito ao crescimento da aviação na China.

As estimativas incluem pequenas e grandes aeronaves, o que pode agradar empresas do Brasil, como a EMBRAER, que tem contratos no mercado chinês. Segundo dados da pesquisa, o mercado mundial precisará de pouco mais de 31 mil aviões, cujos valores  estimados superam os US$ 2,89 trilhões.

 

Sendo assim, a estimativa é de que os aproximados 4.960 aviões necessários para atender a demanda chinesa apresentam valores superiores a US$ 563 bilhões, deixando claro que, se não houver mudanças nos mercados internacionais, investir na China apresenta-se como uma grande oportunidade.

Com o crescimento do turismo global e também na China, a COMAC almeja que o volume de passageiros aéreos no mundo cresça de 4,9% para 7,2% nas próximas duas décadas. A demanda chinesa pode manter seu mercado aquecido e, juntamente com outros mercados possíveis, poderá dar significativa contribuição para a estabilidade econômica internacional.

————————-

Fontes Consultadas:

Ver:

http://portuguese.cri.cn/561/2012/11/13/1s158357.htm

Ver:

http://www.comac.cc/ (english.comac.cc)

Ver:

http://www.comac.cc/main/dt/201211/14/t20121114_595222.shtml

About author

Bacharel em Relações Internacionais (2009) e técnico em Negociações Internacionais (2007) pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM). Atua na área de Política Econômica com foco nos países do sudeste e leste asiático, sendo referência em questões relacionadas a China. É membro da Júnior Chamber International Brasil-China, promovendo as relações sócio-culturais sino-brasileiras em São Paulo e Articulista da Revista da Câmara de Comércio BRICS. Também atuou como Consultor de Câmbio no Grupo Confidence. Atualmente trabalha como repórter fotográfico.
Related posts
ÁSIAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Fundo Monetário Internacional estima crescimento da economia chinesa em quase 2%, contrariando tendência mundial

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Conselho Europeu se reúne para tratar de ação conjunta europeia para combater a COVID-19

NOTAS ANALÍTICASPARADIPLOMACIA

As cidades mais caras da América Latina

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Resposta à COVID-19 nas Américas pode sofrer transformação a partir de novos testes rápidos

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!