NOTAS ANALÍTICAS

Chineses inauguram centro de pesquisa sobre agricultura africana

A política externa chinesa para o continente africano mantém os mesmos parâmetros estratégicos e, com os resultados positivos dos últimos anos, tende a melhorar mais com a inauguração de umCentro de Pesquisassobre agricultura e silvicultura da África.

O Centro, com sede na cidade de Zhejiang, será conduzido pela “Universidade de Agricultura e Silvicultura de Zhejiang” (ZAFU, em inglês) e pela “Rede Internacional para Bambu e Rotim” (INBAR, em inglês). Com este empreendimento, a China espera ganhar mais força no continente africano e também tornar-se referência global em temas do gênero.

Com a iniciativa, o Governo espera atingir também outro objetivo: levar mais informações para as empresas chinesas com interesse em investir no mercado de carbono e outros offsets nas nações africanas.

————————-

Fonte consultada:

Ver:

http://portuguese.cri.cn/561/2012/12/17/1s159690.htm

About author

Bacharel em Relações Internacionais (2009) e técnico em Negociações Internacionais (2007) pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM). Atua na área de Política Econômica com foco nos países do sudeste e leste asiático, sendo referência em questões relacionadas a China. É membro da Júnior Chamber International Brasil-China, promovendo as relações sócio-culturais sino-brasileiras em São Paulo e Articulista da Revista da Câmara de Comércio BRICS. Também atuou como Consultor de Câmbio no Grupo Confidence. Atualmente trabalha como repórter fotográfico.
Related posts
Direito InternacionalNOTAS ANALÍTICAS

Reunião de Alto Nível sobre os direitos da mulher é realizada durante a Assembleia Geral da ONU

AMÉRICA LATINANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICA INTERNACIONAL

Evo Morales e Rafael Correa fora das eleições na Bolívia e no Equador

NOTAS ANALÍTICASORIENTE MÉDIOPOLÍTICA INTERNACIONAL

Repressão à greve de professores aumenta preocupação com repressão na Jordânia

ÁSIACOOPERAÇÃO INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

China promete fornecer mais tropas para as operações de paz das Nações Unidas

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!