fbpx
NOTAS ANALÍTICAS

Painéis solares chineses na África do Sul

Autoridades do Governo sul-africano e a empresa Chinesa “Yingli Solar” assinaram contratos para a construção de uma fábrica de módulos solares na África do Sul. Os responsáveis estão trabalhando sobre as prospecções de negócios e os prazos para a conclusão dos projetos.

 

Segundo informações oficiais apresentadas pelo vice-presidente da China, Xi Jinping, em visita ao país africano, os investimentos ultrapassam os  400 milhões de dólares e contarão com a participação de uma empresa sul-africana. A construção desta fábrica deverá ser iniciada em dois meses, captando projetos africanos no campo das energias renováveis.

A China é o maior parceiro comercial da África do Sul na atualidade, com uma balança de pagamentos em torno de 2,7 bilhões de dólares, favorável aos chineses. Autoridades de ambos os Estados firmaram comprometimento em aumentar as relações bilaterais entre as duas nações.

About author

Bacharel em Relações Internacionais (2009) e técnico em Negociações Internacionais (2007) pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM). Atua na área de Política Econômica com foco nos países do sudeste e leste asiático, sendo referência em questões relacionadas a China. É membro da Júnior Chamber International Brasil-China, promovendo as relações sócio-culturais sino-brasileiras em São Paulo e Articulista da Revista da Câmara de Comércio BRICS. Também atuou como Consultor de Câmbio no Grupo Confidence. Atualmente trabalha como repórter fotográfico.
Related posts
ÁSIAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Fundo Monetário Internacional estima crescimento da economia chinesa em quase 2%, contrariando tendência mundial

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Conselho Europeu se reúne para tratar de ação conjunta europeia para combater a COVID-19

NOTAS ANALÍTICASPARADIPLOMACIA

As cidades mais caras da América Latina

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Resposta à COVID-19 nas Américas pode sofrer transformação a partir de novos testes rápidos

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!