fbpx
NOTAS ANALÍTICAS

China: Cooperação Econômica na Ásia

O governo chinês vem trabalhando para aumentar a cooperação econômica com os países do leste asiático. Nesta semana foram acertados os acordos com os países da ASEAN (Associação dos Países do Sudeste Asiático) e com a ilha de Formosa (Taiwan).

 

Ontem, dia 19 de outubro, foi realizado o encontro entre o vice-premiê do Conselho de Estado chinês, Li Keqiang, e os lideres dos países que compõem o ASEAN: o primeiro-ministro do Laos, Bouaxone Bouphavan; o vice-premiê vietnamita, Nguyen Sinh Hung, e o secretário-geral do Conselho de Estado para a Paz e o Desenvolvimento da Birmânia, Tin Aung Mying. Ele antecedeu, estrategicamente, a “6ª Feira China-Asean”, em Nanning, Capital da Região Autônoma Zhuang de Guangxi (China), que acontece hoje, dia 20 de outubro.

No encontro, o vice-premiê chinês discutiu a cooperação econômica com os membros do ASEAN. Até o momento, ele acertou com Bouaxone o desenvolvimento de cooperações na agricultura, mineração e infra-estrutura.

Nguyen Sinh Hung, premiê vietnamita, tratou da resolução da questão do Mar da China Meridional, por meio de consultas e negociações.

Além da reunião com os países membros do ASEAN, outra importante negociação ocorreu com Formosa, prevendo-se o fim das barreiras comerciais entre a China continental e Taiwan.

Segundo o relatório do Ministério do Comércio da China (MOFCOM), a assinatura de acordos econômicos deve beneficiar ambos os lados, otimizando os recursos disponíveis e eliminando, gradualmente, as barreiras comerciais existentes.

Segundo o MOFCOM, o comércio entre o estreito de Taiwan e a China continental superou os US$ 129 bilhões, registrados em 2008, resultando confirmação de que a China continental é a maior parceira comercial de Formosa.

O caminho para o fim das barreiras comerciais entre os dois lados é visto de forma positiva, não apenas pelo MOFCOM, mas também por economistas taiwaneses, que avaliam positivamente o estabelecimento destes acordos.

About author

Bacharel em Relações Internacionais (2009) e técnico em Negociações Internacionais (2007) pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM). Atua na área de Política Econômica com foco nos países do sudeste e leste asiático, sendo referência em questões relacionadas a China. É membro da Júnior Chamber International Brasil-China, promovendo as relações sócio-culturais sino-brasileiras em São Paulo e Articulista da Revista da Câmara de Comércio BRICS. Também atuou como Consultor de Câmbio no Grupo Confidence. Atualmente trabalha como repórter fotográfico.
Related posts
ÁSIAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Fundo Monetário Internacional estima crescimento da economia chinesa em quase 2%, contrariando tendência mundial

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Conselho Europeu se reúne para tratar de ação conjunta europeia para combater a COVID-19

NOTAS ANALÍTICASPARADIPLOMACIA

As cidades mais caras da América Latina

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Resposta à COVID-19 nas Américas pode sofrer transformação a partir de novos testes rápidos

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!