fbpx
NOTAS ANALÍTICAS

Cooperação petrolífera no Canadá

As empresas petrolíferas Shell, PetroChina, Mitusbishi e “Korea Gas Corp.” aceitaram trabalhar de forma conjunta em um Projeto de “Gás Natural Liquefeito” (GNL) no Canadá. Segundo dados divulgados pela imprensa, cerca de 24 milhões de toneladas de gás poderão ser produzidas por ano e cada empresa terá seu percentual, de acordo com seus investimentos individuais efetuados.

 

Foi acordado que a Shell será detentora da maior parte da produção, ficando com 40% do total, enquanto as demais empresas terão 20% de participação cada. Para tal Projeto já é prevista a construção de uma “Usina de Liquefação de Gás”, o necessário para o Armazenamento e a logística adequada para a exportação do GNL.

A PetroChina deu destaque ao empreendimento em suas notas divulgadas à imprensa chinesa. Ela está muito confiante no futuro do Projeto de GNL” no Canadá, que contribuirá para um novo fortalecimento das relações comerciais entre chineses e canadenses*, afirmou a Xinhua o vice-presidente da PetroChina: Bo Qiliang.

O Projeto será positivo para os países asiáticos, pois é mais uma alternativa para substituir parte do uso de combustíveis fósseis por outra fonte menos poluente. Atualmente, a Ásia tem os melhores compradores do produto. Enquanto nos “Estados Unidos” os preços giram em torno de US$ 2,00 a 2,50 por milhão de metro cúbito, no continente asiático esses valores giram em torno de US$18,00.

—————–

Fontes:

* VerCRI”:

http://portuguese.cri.cn/561/2012/05/16/1s151185.htm

VerEnergy Asia”:

http://www.energyasia.com/public-stories/asia-shell-petrochina-mitsubishi-corp-and-korea-gas-corp-to-develop-giant-lng-project-in-western-canada

About author

Bacharel em Relações Internacionais (2009) e técnico em Negociações Internacionais (2007) pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM). Atua na área de Política Econômica com foco nos países do sudeste e leste asiático, sendo referência em questões relacionadas a China. É membro da Júnior Chamber International Brasil-China, promovendo as relações sócio-culturais sino-brasileiras em São Paulo e Articulista da Revista da Câmara de Comércio BRICS. Também atuou como Consultor de Câmbio no Grupo Confidence. Atualmente trabalha como repórter fotográfico.
Related posts
ÁSIAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Fundo Monetário Internacional estima crescimento da economia chinesa em quase 2%, contrariando tendência mundial

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Conselho Europeu se reúne para tratar de ação conjunta europeia para combater a COVID-19

NOTAS ANALÍTICASPARADIPLOMACIA

As cidades mais caras da América Latina

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Resposta à COVID-19 nas Américas pode sofrer transformação a partir de novos testes rápidos

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!