No dia 23 de junho, os ministros responsáveis pela Energia dos países integrantes da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) estiveram reunidos em Cascais, Portugal, por ocasião da I Reunião de Ministros da Energia da CPLP. Também estiveram presentes representantes da Geórgia, Japão, Namíbia e Turquia na sua qualidade de observadores associados à Organização[1].

Neste encontro, os ministros decidiram reforçar a cooperação no âmbito da Energia, com objetivo de contribuir para a diversificação da matriz energética, além de incentivar o desenvolvimento do setor nos países da CPLP[1].

Os ministros também decidiram pelo avanço da criação da Rede de Energia da CPLP, que terá como objetivo ser um mecanismo de cooperação institucional entre organizações dos Estados-Membros responsáveis pela concepção e implementação de políticas, programas e medidas nos domínios da eficiência energética, das energias renováveis e do meio ambiente[1].

A imprensa internacional destacou a ausência dos Ministros de Energia de Angola, do Brasil, Moçambique e GuinéEquatorial. Por outro lado, o Ministro de Portugal, Jorge Moreira da Silva, justificou que “todos os países estiveram representados, ou fizeram-se representar pelos seus embaixadores[2].

————————————————————————————————

Imagem (Fonte):

http://imgs.sapo.pt/images/DESPORTO/hp2/mais_modalidades/jogos_cplp_logo_geral_533.jpg

———————————————————————————————–

Fontes Consultadas:

[1] Ver:

http://www.cplp.org/Files/Filer/cplp/I-RMEnergia_Prop-Declara%C3%A7%C3%A3o_FINAL-RPFE_AM_assinar.pdf

[2] Ver:

http://www.publico.pt/economia/noticia/cplp-avanca-na-criacao-de-uma-rede-da-energia-1699919

 

About author

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).
Related posts
Direito InternacionalNOTAS ANALÍTICAS

Reunião de Alto Nível sobre os direitos da mulher é realizada durante a Assembleia Geral da ONU

AMÉRICA LATINANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICA INTERNACIONAL

Evo Morales e Rafael Correa fora das eleições na Bolívia e no Equador

NOTAS ANALÍTICASORIENTE MÉDIOPOLÍTICA INTERNACIONAL

Repressão à greve de professores aumenta preocupação com repressão na Jordânia

ÁSIACOOPERAÇÃO INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

China promete fornecer mais tropas para as operações de paz das Nações Unidas

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!