fbpx
AMÉRICA LATINAANÁLISES DE CONJUNTURAEUROPA

Danças tradicionais da Rússia atrai paulistano para conhecer o Bairro do Leste Europeu em São Paulo

A Rússia também é uma grande nação ainda desconhecida por muitos brasileiros. Um país que é conhecido por seus méritos em modalidades esportivas, seu famoso ballet, circos, como uma grande potência global e por ser um dos países membros do grupo BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e “África do Sul”). Mas, o que passa despercebido pelos brasileiros é a presença e a contribuição de seus imigrantes e descendentes no Brasil, bem como a sua riqueza cultural que vai além daquilo que é disseminado pela mídia.

 

No dia 27 de julho, o grupo de música e dança folclórica russa, Volga, realizou uma apresentação voluntária à convite da “Biblioteca Municipal de São Paulo”, apresentando uma outra “Rússia” para a população local e se tornando um cartão de visita para o bairro da “Vila Zelina”, na zona leste da capital paulista (São Paulo / SP / Brasil). O grupo,  junto com a “Associação Russa Brasileira”, são residentes deste bairro, onde tem a maior presença de russos e seus descendentes na cidade, presença que mudou a configuração e aparência do bairro, com sua arquitetura própria (característica da Rússia) e também pela presença de igrejas de religiões do país de seus pais e avós.

A “Vila Zelina” é conhecida por ser o “bairro do leste europeu” de São Paulo devido a grande presença de búlgaros, croatas, eslovenos, estonianos, húngaros, letonianos, lituanos, poloneses, russos, tchecos e ucranianos. Esse “caldeirão” de diversidades contribuem para que na região seja possível presenciar diversas festas comemorativas locais, conhecer um pouco mais de cada povo, sua gastronomia, seus hábitos e vários traços de personalidade específicos de cada cultura, dentre outras coisas que podem contribuir para se obter sucesso em uma negociação com empresas destes países.

No caso do empresário brasileiro, conhecer um pouco mais sobre a cultura russa, neste momento pode ser mais importante, devido ao crescimento das relações comerciais entre estas duas potências emergentes dentro e fora do grupo BRICS. Ter um contato deste nível pode ser fundamental para preparar os empresários em caso de negociações, pois dos principais membros do Grupo já começam a surgir trabalhos específicos voltados para a negociação. Pelo menos para o maior parceiro do Brasil, a China, existem diversos cursos de como “negociar com chinês”, ensinando como se portar em reuniões com empresários do gigante asiático e, aqueles que possuem um grau de conhecimento superior dos demais, geralmente encontram o sucesso mais cedo no processo comercial.

Ter uma visão diferenciada sobre a Rússia é essencial. Até a última atualização sobre a balança comercial entre Brasil-Rússia, disponível no site do “Ministério do Desenvolvimento, Industria e Comércio Exterior do Brasil”, ela se mantém positiva, tendo apresentado US$ 350 milhões em 2011 e, até fevereiro deste ano (2012), o saldo está positivo com US$ 15 milhões. O comércio tradicional está ativo e progredindo, mas existem outros campos que podem ser explorados, como o setor do turismo, algo que muitas vezes a falta de informação faz passar despercebido.

Os moradores da Vila Zenilda avançam no sentido empreendedor e tentam transformar seu bairro em um dos pontos turísticos da cidade de São Paulo, estimulando um “turismo interno” para poder melhorar os negócios locais, trazer o povo paulista e os turistas brasileiros para conhecerem os restaurantes, a arte e a arquitetura presentes na região. De forma inovadora, este trabalho pode fomentar o turismo internacional e promover o intercâmbio entre brasileiros e russos, aquecendo outros setores da economia.

Esta iniciativa local pode servir de exemplo para as relações oficiais de ambos países, se aproveitarem o excelente momento em que vivem para estabelecer novos caminhos em prol do desenvolvimento mútuo em vários campos, alavancados pelas áreas comercial e cultural.

——————–

Trabalho de Reportagem e Fotos de Fabrício Bomjardim

——————–
Fontes Consultadas:

VerAssociação Russo Brasileira”:

http://www.associacaorussobrasileira.com.br/

Ver:

http://www.amoviza.org.br/publicacoes.asp

Ver:
https://ceiri.news/wp-content/uploads/2012/07/dwnl_1332945726.pdf

Ver:
https://ceiri.news/wp-content/uploads/2012/07/Perfil-Russia-2011.pdf

Ver:

http://www.grupovolga.com.br/Pri

About author

Bacharel em Relações Internacionais (2009) e técnico em Negociações Internacionais (2007) pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM). Atua na área de Política Econômica com foco nos países do sudeste e leste asiático, sendo referência em questões relacionadas a China. É membro da Júnior Chamber International Brasil-China, promovendo as relações sócio-culturais sino-brasileiras em São Paulo e Articulista da Revista da Câmara de Comércio BRICS. Também atuou como Consultor de Câmbio no Grupo Confidence. Atualmente trabalha como repórter fotográfico.
Related posts
AMÉRICA DO NORTEANÁLISES DE CONJUNTURAEURÁSIA

Rumos geopolíticos entre Rússia e EUA, após as eleições norte-americanas

ÁFRICAANÁLISES DE CONJUNTURA

Movimento #EndSARS na Nigéria

ANÁLISES DE CONJUNTURAEUROPA

França, Europa e o apogeu da intolerância

ANÁLISES DE CONJUNTURAORIENTE MÉDIO

Após um ano de protestos populares e de sua própria renúncia, Hariri retorna ao posto de Premier no Líbano

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!