fbpx
NOTAS ANALÍTICASOrganizações InternacionaisORIENTE MÉDIOPOLÍTICA INTERNACIONAL

Diretor Geral da AIEA afirma que Irã não se esforça em ser transparente sobre suas atividades nucleares

Yukiya Amano, “Diretor Geral da Agência Internacional de Energia Atômica” (AIEA), fez uma declaração na semana passada (em 3 de junho), afirmando que o Irã insiste em não ser transparente nas suas atividades nucleares e tem aumentado exponencialmente o número de centrífugas para enriquecimento de urânio.

Ele reconheceu que, desde janeiro de 2012, a Agência tem se reunido com representantes do governo iraniano para debater a respeito, mas, até a presente data, todas as 10 rodadas de conversações não geraram nenhum comprometimento por parte do Irã.

Amano em sua declaração chegou a afirmar que algumas vezes a Agência observava que o Irã conduzia as negociações para não produzirem resultados, o que, segundo ele, “não é o caminho certo para tratar de questões de tão grande importância para a comunidade internacional, incluindo o Irã[1][2] (Tradução Livre).

Alguns analistas observam tal atitude do Governo iraniano como um posicionamento não agressivo, mas de defesa de sua tecnologia de centrifugação de urânio, na mesma medida em que Brasil defende sua propriedade intelectual sobre o desenvolvimento adquirido. O ponto controverso se dá em torno da quantidade produzida e o nível de centrifugação do urânio, que, de acordo com especialistas da AIEA, encontra-se cada vez mais próximo de permitir o emprego militar.

———————–

Imagem “Bandeira da IAEA” (Fonte):

http://www.iaea.org/

———————–

[1] Ver:

http://www.iaea.org/newscenter/multimedia/videos/bog030613/iran/index.html

[2] Ver:

http://www.iaea.org/newscenter/statements/2013/amsp2013n11.html#iran

About author

Pósgraduado em Ciência Política (IUPERJ) e Bacharel em Relações Internacionais (UCAM). Experiência profissional em Representação Comercial e atualmente Gerente de Projetos e Novos Negócios na Prefeitura do Rio de Janeiro. No CEIRI Newspaper escreve no grupo Europa desde março de 2013, em que desenvolve publicações com ênfase na Política Externa Russa.
Related posts
ÁSIAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Fundo Monetário Internacional estima crescimento da economia chinesa em quase 2%, contrariando tendência mundial

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Conselho Europeu se reúne para tratar de ação conjunta europeia para combater a COVID-19

NOTAS ANALÍTICASPARADIPLOMACIA

As cidades mais caras da América Latina

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Resposta à COVID-19 nas Américas pode sofrer transformação a partir de novos testes rápidos

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!