fbpx
NOTAS ANALÍTICAS

Após a Irlanda, Portugal poderá ser obrigado a receber ajuda externa

Segundo informações publicadas ontem, 22 de novembro, pelo jornal “Le Monde”, após a Grécia e a Irlanda, Portugal será o próximo país a recorrer a ajuda externa para reduzir o seu déficit. Para o jornal francês, mesmo que as autoridades portuguesas afirmem que as “situações são muito diferentes”, será muito difícil que o país consiga resistir à pressão internacional.

Conforme adianta o “Le Monde”, o ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, tentou diferenciar os problemas de Portugal dos irlandeses, sublinhando que Portugal dispõe de um sistema bancário “resistente” e de uma “estratégia clara” para reduzir o déficit e alcançar os objetivos traçados pelo governo.

Para os analistas, esses argumentos do governo português são insuficientes para satisfazer os mercados, pois a situação do país corre o risco de se agravar fortemente em 2011, com a chegada do pagamento de 25,6 milhões de euros de dívidas, dos quais, 19,7 milhões terão de ser pagos ainda no primeiro semestre.

About author

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).
Related posts
ÁSIAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Fundo Monetário Internacional estima crescimento da economia chinesa em quase 2%, contrariando tendência mundial

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Conselho Europeu se reúne para tratar de ação conjunta europeia para combater a COVID-19

NOTAS ANALÍTICASPARADIPLOMACIA

As cidades mais caras da América Latina

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Resposta à COVID-19 nas Américas pode sofrer transformação a partir de novos testes rápidos

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!