fbpx
NOTAS ANALÍTICAS

Plano irlandês de recuperação não incluirá aumento de impostos sobre o lucro das empresas

Os países membros da “União Européia” aumentam a pressão para que a Irlanda aceite o pacote de ajuda do “Fundo Monetário Internacional” (FMI). Cedendo à pressão internacional, o governo irlandês está terminando um plano para cortar o seu déficit orçamentário nos próximos quatro anos, preparando-se, desta forma, para receber o pacote de ajuda que poderá variar entre 45 e 90 bilhões de euros.

O ministro irlandês das Finanças, Brian Lenihan, declarou à mídia que a ajuda externa não será condicionada ao temido aumento do imposto sobre o lucro das empresas, atualmente em 12,5%, valor bem inferior à média na Europa.

De acordo com informações publicadas pelo jornal “Sunday Telegraph”, algumas das maiores empresas norte-americanas, como a “Microsoft”, a “Hewlett Packard” e a “Intel”, alertaram a Irlanda sobre o impacto negativo que a elevação do imposto causaria. Segundo estas empresas, a medida comprometeria a capacidade do país em receber e reter investimentos.

About author

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).
Related posts
ÁSIAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Fundo Monetário Internacional estima crescimento da economia chinesa em quase 2%, contrariando tendência mundial

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Conselho Europeu se reúne para tratar de ação conjunta europeia para combater a COVID-19

NOTAS ANALÍTICASPARADIPLOMACIA

As cidades mais caras da América Latina

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Resposta à COVID-19 nas Américas pode sofrer transformação a partir de novos testes rápidos

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!