fbpx
NOTAS ANALÍTICAS

Embaixador Everton Vieira Vargas foi aprovado como representante do Brasil na Argentina

A “Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional” (CRE) do “Senado Federal” do Brasil aprovou a indicação do nome do embaixador Everton Vieira Vargas para ocupar o cargo na Argentina, após cumprir o rito processual que cabe ao Senado brasileiro de sabatinar os indicados para ocupar estes cargos de representantes do Brasil no exterior, aprovando, ou recusando a indicação.

Em seu discurso, o Embaixador mostrou que adota a perspectiva de estímulo à integração, buscando caminhos para dirimir os contenciosos. Da mesma forma, transpareceu sua consideração sobre a importância da Argentina neste processo, ressaltada pelo fato de este país estar vivenciando hoje uma emergência no cenário internacional, a qual se materializa conjunturalmente pela eleição para mandato de 2013-2014  para a cadeira de membro não permanente do “Conselho de Segurança das Nações Unidas” (CS da ONU) e reeleição para o “Conselho dos Direitos Humanos da ONU”. Além disso, destacou todos os projetos conjuntos e trocas que há entre os dois países.

Afirmou: “O Brasil, pela sua condição de país fronteiriço, pelos vínculos históricos e humanos que o unem à Argentina, e pela sua presença econômica lá, não pode ficar alheio a essa situação. Nossa parceria é estratégica e é ainda mais valorizada na atual quadra atravessada pela ordem internacional. (…). A agenda positiva precisa ser fortalecida com o aprofundamento da integração econômica e comercial e a concretização dos projetos conjuntos de caráter estratégico em áreas como infraestrutura, mineração, energia, cooperação dos campos nuclear e espacial e integração de cadeias produtivas em setores de alta tecnologia[1].

Nesse sentido, seu argumento reproduziu o discurso de parceria e aproximação integradora que tem caracterizado as relações entre os dois países ao longo dos últimos 25 anos. Contudo, certamente terá de construir um quadro mais expressivo em relação aos contenciosos que a Argentina vem tendo atualmente, tanto em relação as questões econômicas, quanto geopolíticas, além dos problemas que frequentemente ocorrem no comércio com o Brasil.

No tocante ao MERCOSUL ele foi enfático na defesa da entrada da Venezuela, afirmando tratar-se de uma questão de Estado e mostrando os ganhos com a sua inclusão. Com isso contornou as questões críticas que envolvem o Bloco e usou como argumento de reforço que a crise que “Mercado Comum do Sul” passa é apenas conjuntural, tanto que também vem sofrendo os demais Blocos pelo mundo. Dessa abordagem é possível concluir que a autoridade não acredita que quaisquer problemas possam afetar a condução do “Projeto de Integração” que envolve os dois países.   

———————————————–

Fontes Consultadas:

[1] Ver:

http://www12.senado.gov.br/noticias/materias/2013/03/21/cre-discute-crise-do-mercosul-em-sabatina-de-indicado-a-embaixada-na-argentina

About author

É Fundador do CEIRI NEWSPAPER. Doutor e Mestre em Ciência Política pela Universidade em São Paulo e Bacharel em Filosofia pela USP, tendo se dedicado à Filosofia da Ciência. É Sócio-Fundador do CEIRI. Foi professor universitário por mais de 15 anos, tendo ministrado aulas de várias disciplinas de humanas, especialmente da área de Relações Internacionais. Exerceu cargos de professor, assessor de diretoria, coordenador de cursos e de projetos, e diretor de cursos em várias Faculdades. Foi fundador do Grupo de Estudos de Paz da PUC/RS, do qual foi pesquisador até o final de 2006. É palestrante da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG-RS), tendo exercido também os cargos de Diretor de Cursos e Diretor do CEPE/CEPEG da ADESG de Porto Alegre. Foi Articulista do Broadcast da Agência Estado e do AE Mercado (Política Internacional), tendo dado assessoria para várias redes de jornal e TV pelo Brasil, destacando-se as atuações semanais realizadas a BAND/RS, na RBS/RS e TVCOM (Globo); na Guaíba (Record), Rádioweb; Cultura RS; dentre vários jornais, revistas e Tvs pelo Brasil. Trabalhou com assessoria e consultoria no Congresso Nacional entre 2011 e 2017. É autor de livros sobre o Pensamento Militar Brasileiro, de artigos em Teoria das Relações Internacionais e em Política Internacional. Ministra cursos e palestra pelo Brasil e no exterior sobre temas das relações internacionais e sobre o sistema político brasileiro.
Related posts
ÁSIAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Fundo Monetário Internacional estima crescimento da economia chinesa em quase 2%, contrariando tendência mundial

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Conselho Europeu se reúne para tratar de ação conjunta europeia para combater a COVID-19

NOTAS ANALÍTICASPARADIPLOMACIA

As cidades mais caras da América Latina

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Resposta à COVID-19 nas Américas pode sofrer transformação a partir de novos testes rápidos

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!