AMÉRICA LATINADIPLOMACIA CORPORATIVAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Embraer e a ponte de investimentos entre o Atlântico

Na rota da reestruturação do Estado português e do corrente processo de privatização de algumas empresas estatais, a “Empresa Brasileira de Aeronáutica” (EMBRAER) inicia sua corrida no processo de aquisições. Nas negociações está a “TAP Manutenção e Engenharia” (M&E), empresa responsável pelos serviços da antiga Varig, desde a sua aquisição por parte da TAP, em 2005[1].

Responsável pela maior parte dos prejuízos, a “TAP M&E” tem se apresentado como uma das principais barreiras nas negociações com os interessados na compra da TAP, uma vez que àquela gerou cerca de 50 milhões de euros em prejuízos no ano de 2012. Possuidora de dois centros de manutenção, um em “Porto Alegre” e outro no “Rio de Janeiro”, e com dois mil funcionários, a empresa é a maior na área de manutenção de aeronaves no Brasil, tendo exclusividade na manutenção de jatos da Embraer[1].

No pacote de negociações estão investimentos da Embraer em território português. Com várias frentes de trabalho, o foco tem se centrado no possível fornecimento de algumas peças para o “Embraer 190”, o “Embraer 170”, o “Legacy 650” e o avião militar “KC-390”. Ainda em fase de desenvolvimento, as peças a serem produzidas provavelmente deverão iniciar sua produção em início de 2014, com possibilidade de mais acordos serem firmados para construção de outras novas peças. A cidade escolhida se trata de Évora, região do Alentejo, sul de Portugal, que receberá nesse processo um aumento de produção nas fábricas inauguradas pela Embraer em setembro do ano passado[2][3][4].

Esta unidade internacional juntou-se às outras 11, incluindo a dos “Estados Unidos” e da China. Abarca, desde a sua criação, um efetivo pouco maior que 100 funcionários diretos, e terá uma acréscimo de 80 trabalhadores com essa expansão, podendo haver um recrutamento de até mais 100 trabalhadores no decorrer do ano.

——————————

Imagem (Fonte):

www.embraer.gov.br

——————————

Fontes consultadas:

[1] Ver:

http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,embraer-pode-comprar-area-de-manutencao-da-tap-diz-jornal-,1038984,0.htm

[2] Ver:

http://www.aereo.jor.br/2013/06/22/embraer-negoceia-mais-seis-projetos-para-evora-e-esta-a-recrutar/

[3] Ver:

http://expresso.sapo.pt/embraer-negoceia-mais-seis-projetos-para-evora-e-esta-a-recrutar=f815336

[4] Ver:

http://www.portugues.rfi.fr/brasil/20120921-embraer-abre-fabricas-em-evora-sob-o-olhar-vigilante-de-

About author

Graduado Relações Internacionais, possui diploma de Estudos Especializados e Mestrado em Relações Internacionais pela Universidade dos Açores (UAç). Foi Professor da graduação em Relações Internacionais na Universidade Estadual da Paraíba e atuou em organizações humanitárias como a PLAN International e a Casa da Mulher do Nordeste. Atualmente é pesquisador e aluno do Phd em Relações Internacionais: Política Internacional e Resolução de Conflitos, na Universidade de Coimbra. Assuntos como Fome, Violência Urbana, Paradiplomacia e Política Internacional permeiam suas pesquisas.
Related posts
NOTAS ANALÍTICASORIENTE MÉDIOPOLÍTICA INTERNACIONAL

Conferência sobre albinismo nos PALOP

EUROPANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICA INTERNACIONAL

Estônia reivindica território da Rússia

NOTAS ANALÍTICASTecnologia

Rússia aprova lei para banir aparelhos sem tecnologia doméstica

EUROPANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICA INTERNACIONAL

Ataque com faca, em ponte de Londres, agita campanha eleitoral

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!
Powered by