fbpx
NOTAS ANALÍTICAS

Espanhóis protestam contra ajuda financeira

No sábado, dia 16 de junho, milhares de pessoas protestaram, em frente à sede do “Bankia”, em Madri, para posicionar-se contra o resgate público do Banco, que antecipou um “Plano de Ajuda Financeira” europeu ao setor bancário espanhol de 100 bilhões de euros.

Durante duas horas de marcha, convocada pelas redes sociais com a “hagtsh #ElDíaDeLaBestia”, os manifestantes pregaram pelo caminho cartazes em agências do “Bankia”, onde se podia ler as inscrições: “Este banco engana, frauda e tira as pessoas de suas casas”*, em alusão aos despejos de proprietários que não conseguiram honrar suas hipotecas, destacou o jornal “Folha de São Paulo”*. Um dos manifestantes, Oscar, desempregado de 46 anos, denunciou: “Querem tornar esta dívida privada dos bancos em dívida pública”*.

 

Na semana passada, os “indignados” apresentaram uma denúncia contra a antiga direção do “Bankia” por “falsidade contábil” e “fraude mercantil”. O novo presidente do Bankia, José Ignacio Goirigolzarri, admitiu erros na criação do Banco, surgido da fusão de sete cadernetas de poupança e sua entrada na “Bolsa de Valores”, em julho de 2011.  Desde então, a Instituição financeira revisou suas contas e reconheceu perdas de 2,979 bilhões de euros, chegando a perder mais de dois terços de seu valor.

———————————-

Fonte Consultada: 

* Ver:

http://www1.folha.uol.com.br/mundo/1105922-indignados-protestam-contra-resgate-de-bancos-em-madri.shtml

About author

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).
Related posts
ÁSIAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Fundo Monetário Internacional estima crescimento da economia chinesa em quase 2%, contrariando tendência mundial

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Conselho Europeu se reúne para tratar de ação conjunta europeia para combater a COVID-19

NOTAS ANALÍTICASPARADIPLOMACIA

As cidades mais caras da América Latina

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Resposta à COVID-19 nas Américas pode sofrer transformação a partir de novos testes rápidos

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!