fbpx
AMÉRICA LATINANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICA INTERNACIONAL

“Grupo BRICS” é tema de debate em evento sediado no Brasil

Estudiosos, palestrantes, pesquisadores e especialistas renomados no assunto “BRICS (acrônimo, em inglês, para o grupo político formado por Brasil, Rússia, Índia, China e “África do Sul”, respectivamente) reúnem-se nesta semana, entre os dias 23 e 27 de setembro, em “São Paulo”, a fim de debater o tema e tópicos a ele correlatos. O Encontro se dará por ocasião da tradicional “Associação Nacional de Pós Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais” (Anpocs).

Dentre os pensadores mundiais confirmados no Evento, incluem-se os estrangeiros Andrew Hurrell, da “Universidade de Oxford”, que tratará da “Teoria das Relações Internacionais em uma era global”; Jean Camaroff, do “Departamento de Antropologia de Harvard”, a qual exporá suas pesquisas acerca de “Roubo de identidade, individualismo e pós-colonialismo em países da África, na palestra intitulada “O retorno de Khulekani Khumalo, preso pelos zumbis: identidade, lei e paradoxos da individualidade no pós-colonialismo e Mamadou Diouf, da “Columbia University”. No que respeita aos estudiosos brasileiros, farão parte do evento: Sérgio Adorno, Lilian Schwartz e Maria Hermínia Tavares de Almeida, dentre outros, sendo, os três, integrantes da “Universidade de São Paulo” (USP).

O objetivo principal do debate é discutir os temas contemporâneos mais relevantes para a agenda brasileira e internacional, bem como os novos desafios com os quais o Grupo se depara, tanto em aspectos políticos, como econômicos e sociais. Ademais, foram incluídos os seguintes pontos na programação do evento: o sentido das manifestações de rua recentemente ocorridas no Brasil, violência, segurança pública, ciberativismo, crise mundial financeira, direitos indígenas, sindicalismo, “Copa do Mundo de 2014” e “Olimpíadas Mundiais em 2016” (que ocorrerão no Brasil), dentre vários outros. Nas palavras de Lins: “A diversidade de temas e a sua conexão com as questões que afetam o cotidiano fazem do Encontro um fórum permanente de discussão e articulação com as quais possamos enfrentar os desafios de nossa sociedade[1].

Assim, gradativamente, o Brasil vai se firmando como um sediador de eventos acadêmicos de porte, que envolvem intelectuais importantes e reconhecidos, de todo o mundo. Além disso, as relações do país com os demais integrantes do Bloco vão sendo cada vez mais aperfeiçoadas, nos moldes da “autonomia pela diversificação implementada pela “Política Externa de Lula”, a qual elegeu, por exemplo, a África como uma das suas prioridades. Daí a inclusão da “África do Sul” ao grupo.

——————–

Imagem (Fonte):

http://oglobo.globo.com/blogs/arquivos_upload/2013/04/129_939-brics.png

——————–

Fontes consultadas:

Ver [1]:

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_secao=1&id_noticia=223985

About author

Advogado (Unicuritiba). Pós-Graduado pela mesma instituição, em Direito Internacional. Realizou curso de aperfeiçoamento em Negócios Internacionais ("International Trade") no Holmes Institute, em Melbourne (Austrália). Mestrando em Ciência Política pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Atual membro da Comissão de Direito Internacional da OAB/PR.
Related posts
ÁSIAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Fundo Monetário Internacional estima crescimento da economia chinesa em quase 2%, contrariando tendência mundial

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Conselho Europeu se reúne para tratar de ação conjunta europeia para combater a COVID-19

NOTAS ANALÍTICASPARADIPLOMACIA

As cidades mais caras da América Latina

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Resposta à COVID-19 nas Américas pode sofrer transformação a partir de novos testes rápidos

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!