fbpx
EUROPANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICA INTERNACIONAL

Guy Verhofstadt e Daniel Cohn-Bendit são eleitos “Líderes Europeus do Ano”

O antigo Primeiro-Ministro belga e atual eurodeputado, Guy Verhofstadt, e o também eurodeputado, nascido na França, mas de nacionalidade alemã, Daniel Cohn-Bendit, foram eleitos na última quinta-feira, dia 6 de junho, “Líderes Europeus do Ano”. Ambos foram escolhidos por um júri especializado composto por jornalistas, acadêmicos e membros da sociedade civil através de uma votação online[1].

Nas palavras do presidente do júri, Bernard Vergnes, “nós procuramos por alguém que as pessoas escolheriam para seguir, alguém que nós todos gostaríamos que tivessem um papel europeu maior no futuro[2]. De acordo com o mesmo, é possível perceber que o conceito de liderança é bastante complexo e multifacetado. Em suma, tal prêmio tem por objetivo reconhecer personalidades importantes para a política europeia. No ano passado, por exemplo, o ex-Primeiro-Ministro da Itália, Mario Monti, fora eleito o “Líder Europeu do Ano[2].

Os outros candidatos do prêmio deste ano (2013) incluíram o italiano Mario Draghi, atual “Presidente do Banco Central Europeu”; Jean-Claude Juncker, Primeiro-Ministro luxemburguês; Donald Tusk, “Primeiro-Ministro da Polônia”; e Viviane Reding, “Vice-Presidente da Comissão Europeia (CE)” e responsável pela pasta de Justiça, Direitos Fundamentais e Cidadania[3]. Importante ressaltar que tanto Verhofstadt quanto Tusk e Reding são apontados como candidatos em potencial para suceder o português José Manuel Barroso ao cargo de “Presidente da Comissão Europeia”*.

Verhofstadt atualmente é eurodeputado e líder do grupo parlamentar da Aliança dos Democratas e Liberais pela Europa” (ALDE) e Cohn-Bendit, além de eurodeputado, é também co-Presidente do Grupo dos Verdes/Aliança Livre Europeia”. Ambos tem se tornado cada vez mais conhecidos por lutarem por uma “União Europeia (UE) mais integrada que possua um governo na Zona do Euroe um orçamento separado para esta[2].

Ademais, publicaram recentemente um livro chamado “For Europa!” (em português, “Para Europa”), onde defendem a visão da UE baseada no que eles chamam deEstados Unidos da Europa”, argumentando que o “Conselho Europeu e o Conselho de Ministros deveriam ficar no passado e o futuro da Europa deveria ser uma CE transformada em um Governo Europeu controlado por um Parlamento Europeu com maiores poderes[2].

Durante a cerimônia de entrega do prêmio, apenas Verhofstadt esteve presente e, ao longo de seu discurso, afirmou que “a atenção da imprensa vai para os eurocéticos, nacionalistas e populistas de toda a espécie e por isso muita gente pensa que representam a maioria da opinião pública na Europa (…) mas eu penso que isso não é de todo assim e que a maioria das pessoas sabe muito bem que, se queremos crescimento econômico e mais empregos para os jovens, é preciso mais Europa[2]. Observadores apontam que talvez Verhofstadt esteja correto, visto que ele e Cohn-Bendit receberam mais votos que os demais candidatos somados.

————————

* Mais informações a respeito dos bastidores da corrida para ser o próximo Presidente da Comissão Europeia, ver:

https://ceiri.news/comecam-as-especulacoes-para-a-escolha-do-novo-presidente-da-comissao-europeia/

————————

Imagem Daniel Cohn-Bendit e Guy Verhofstadt” (Fonte):

http://images16.levif.be/images/resized/400/021/771/608/6/500_0_KEEP_RATIO_SHRINK_CENTER_FFFFFF/image/Guy-Verhofstadt-et-Daniel-Cohn-Bendit-.jpg

————————

Fontes consultadas:

[1] Ver:

http://www.euronews.com/2013/06/07/verhofstadt-cohn-bendit-win-european-leader-prize

[2] Ver:

http://www.euractiv.com/future-eu/verhofstadt-cohn-bendit-get-euro-news-528373

————————

Ver também:

http://pt.euronews.com/2013/06/07/guy-verhofstadt-e-daniel-cohn-bendit-sao-lideres-europeus-do-ano

Enhanced by Zemanta

About author

Mestre em Estudos Europeus pela Universidade Católica de Louvain e Bacharel em Relações Internacionais pela Universidade da Amazônia - UNAMA. Estagiou durante um ano na Secretaria de Estado de Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia onde atuou na área de promoção do Comércio Exterior do Estado do Pará e, ao mesmo tempo, trabalhou como voluntario no GADE, grupo interessado em promover o voluntariado no Estado do Pará. Sempre interessado por integração europeia, realizou pesquisas envolvendo temáticas sobre a Política Agrícola Comum Europeia e sua relação com o livre-comércio e também sobre a evolução do Mercado Único e do setor de serviços da União Europeia. Morou seis meses em Varsóvia onde foi estudante Erasmus na Warsaw School of Economics.
Related posts
ÁSIAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Fundo Monetário Internacional estima crescimento da economia chinesa em quase 2%, contrariando tendência mundial

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Conselho Europeu se reúne para tratar de ação conjunta europeia para combater a COVID-19

NOTAS ANALÍTICASPARADIPLOMACIA

As cidades mais caras da América Latina

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Resposta à COVID-19 nas Américas pode sofrer transformação a partir de novos testes rápidos

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!