AMÉRICA LATINANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICA INTERNACIONAL

III Gabinete Binacional Peru e Bolívia 2017

Em 30 de setembro de 2017, o presidente boliviano Evo Morales viajou ao Peru para participar do terceiro Gabinete Binacional. O embaixador boliviano Gustavo Rodriguez informou: “Estamos completamente seguros de que a dinâmica do Gabinete Binacional tem permitido fortalecer a relação e encarar melhor os problemas comuns, considerando que somos países irmãos que compartem fronteiras e História e sabemos dialogar”. A ideia é trabalhar com base em quatro eixos temáticos: recursos hídricos, Segurança e Defesa, assuntos econômicos-comerciais e interconexão.

Percurso entre Tacna-La Paz-Palca

Ele mencionou os planos do Peru em ampliar a estrada binacional Tacna-Palca-La Paz, que na prática possibilitará à Bolívia o acesso ao Oceano Pacífico, sendo também uma importante rota de comércio entre os dois países, assim como para o trânsito de pessoas e veículos até o Pacífico. No twitter, Pedro Pablo Kuczynski afirmou: “Estamos empenhados em limpar a contaminação do Lago Titicaca. Não vamos deixar esta maravilha natural de Peru e Bolívia se desperdiçar”.

De acordo com o Portal São Francisco, o Lago Titicaca está situado entre Peru e Bolívia e é considerado o lago navegável mais alto do mundo, localizado a 3.812 m acima do nível do mar. Também é o maior em tamanho, possuindo 175 km de comprimento, cobrindo 8.340 km2 e sendo composto por quarenta e uma ilhas. Sua profundidade está entre 140 a 280 metros, com a temperatura variando entre 7º a 11ºC.

O lago vem sofrendo um processo de degradação ambiental grave. Em artigo de 2012, José Eustáquio Diniz Alves*, Colunista do Portal EcoDebate, afirmou: “O Lago Titicaca sustentou as populações Incas por milhares de anos, fornecendo água limpa e peixes. Mas agora está ameaçado pelo crescimento populacional, o inchaço das cidades e pelo aumento dos esgotos, lixo, efluentes industriais e rejeitos da mineração. As populações que viviam às margens dos rios e do lago agora sofrem com a poluição e a falta de peixes”. A questão ambiental envolvendo o Lago Titicaca requer uma ação e gestão compartilhada entre estes dois países.

Dentre vários acordos, os dois presidentes reiteraram os esforços para a adoção de medidas para prevenir e enfrentar de forma conjunta as ameaças, como o tráfico ilícito de drogas, de armas, munições, explosivos e materiais relacionados a mineração ilegal, extração ilegal de madeira e o tráfico ilícito da fauna e flora silvestre, os delitos cibernéticos, assim como o tráfico ilegal de pessoas e imigrantes.

Anunciaram também um acordo específico para a implementação de um centro binacional de atenção à fronteira no Distrito de Desaguadero, com o objetivo de facilitar o trânsito de pessoas e mercadorias entre os dois países. A previsão para a instalação é de que ocorrerá no primeiro trimestre de 2018.

Poderá causar surpresa o Gabinete Binacional Peru e Bolívia no momento em que parece começar a existir uma polarização política entre esses dois países sul-americanos, pois o Governo Evo Morales apoia o Governo Maduro da Venezuela e o Peru se opõe declaradamente a ele. Diante deste fato, a cooperação deles, que possuem posições opostas, é vista como algo positivo para a região.

———————————————————————————————–                    

Nota:

* Ele é Doutor em demografia e professor titular do mestrado em Estudos Populacionais e Pesquisas Sociais da Escola Nacional de Ciências Estatísticas – ENCE/IBGE. Rotineiramente, apresenta pontos de vista sobre questões regionais. Para contato pessoal, seu e-mail é: [email protected].

———————————————————————————————–                    

Fontes das Imagens:

Imagem 1Encontro entre Evo e PPK” (Fonte):

https://twitter.com/ppkamigo/status/903651399925350400

Imagem 2Percurso entre TacnaLa PazPalca” (Fonte):

https://www.google.com.br/maps/dir/La+Paz,+Bol%C3%ADvia/Palca,+La+Paz,+Bol%C3%ADvia/Tacna,+Peru/@-14.3315114,-73.1046291,6.5z/data=!4m20!4m19!1m5!1m1!1s0x915edf0a04f5a40f:0x57dbfc76b4458ab3!2m2!1d-68.1192936!2d-16.489689!1m5!1m1!1s0x915f3b313ed2d009:0xc490ba54845a4ffe!2m2!1d-67.9531082!2d-16.5611304!1m5!1m1!1s0x915acf5e5e369a43:0x11f0aad4a80a8517!2m2!1d-70.2462741!2d-18.0065679!3e0?hl=pt-BR

About author

É doutor em Ciências Sociais pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Faculdade de Ciências e letras da UNESP - Araraquara - SP. É Mestre em História desde o ano de 2003 pelo programa de Pós - Graduação em História da UNESP de Franca/SP, atuando principalmente nos seguintes temas: História, política, democracia, militarismo, segurança, defesa e Relações Internacionais. Membro do Grupo de Pesquisas sobre História Política e Estratégia - GEHPE-UFMS e do Núcleo de Pesquisas sobre o Pacífico e Amazônia - NPPA (FCLAr UNESP). É professor de História da América da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul - UFMS - campus de Coxim/MS
Related posts
AMÉRICA LATINANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICA INTERNACIONAL

Evo Morales e Rafael Correa fora das eleições na Bolívia e no Equador

NOTAS ANALÍTICASORIENTE MÉDIOPOLÍTICA INTERNACIONAL

Repressão à greve de professores aumenta preocupação com repressão na Jordânia

ÁSIACOOPERAÇÃO INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

China promete fornecer mais tropas para as operações de paz das Nações Unidas

AMÉRICA LATINAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Colômbia inaugura maior túnel latino-americano

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!