ECONOMIA INTERNACIONALFÓRUNS INTERNACIONAISNOTAS ANALÍTICAS

Intercâmbio comercial entre Brasil e CPLP está em queda

De acordo com informações do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC)[1], nos primeiros sete meses deste ano (2015), as trocas comerciais entre o Brasil e os demais membros da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) sofreram uma queda de mais de 40%, em comparação com o mesmo período do ano passado.

Segundo os dados apresentados, o comércio entre o Brasil e a CPLP chegou a US$ 1,5 bilhão, cifra que se situou 42% abaixo dos US$ 2,6 bilhões movimentados em igual período de 2014[1]. Julho foi o melhor mês do ano nas trocas comerciais entre o Brasil e os parceiros lusófonos, com um volume de negócios de US$ 320,4 milhões[1]. O pior mês deste ano de 2015 foi fevereiro, com trocas de apenas US$ 126 milhões[1].

De acordo com os dados do MDIC, de janeiro a julho o Brasil exportou US$ 968 milhões para a CPLP e importou US$ 548,5 milhões[1], deixando a economia brasileira claramente favorecida em termos de saldo comercial na relação com os parceiros da lusofonia.

A queda do intercâmbio comercial demonstra que a CPLP precisa avançar em estratégias eficientes para a promoção do comércio na comunidade lusófona.

————————————————————————————————

Imagem (Fonte):

http://www.brasil.rfi.fr/sites/images.rfi.fr/files/aef_image/CPLP2.gif

————————————————————————————————

Fonte Consultada:

[1] Ver:

http://www.mdic.gov.br//sitio/interna/index.php?area=5

About author

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).
Related posts
MEIO AMBIENTENOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICAS

Egito, Etiópia e Sudão: desavenças pela maior hidrelétrica da África

DEFESANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICA INTERNACIONALPOLÍTICAS PÚBLICAS

Índia procura fortalecer defesas aéreas para se equiparar à China, em meio a tensões na fronteira

Direito InternacionalNOTAS ANALÍTICAS

Crise oriunda da COVID-19 poderá lançar até 326 mil crianças ao trabalho infantil

MEIO AMBIENTENOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICAS

ONU celebra o Dia Mundial do Meio Ambiente em meio à Pandemia

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!
Powered by