EUROPANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICA INTERNACIONAL

Islândia decide abandonar as negociações com a “União Europeia”

A Islândia decidiu dissolver o Comitê que gere as negociações para a sua entrada naUnião Europeia”. No último dia 22 de agosto, o Governo informou de sua decisão após receber a opinião dos seus assessores constitucionais revalidando a tese de que a votação do “Parlamento Islandês” em 2009, que autorizava o inicio das negociações com a UE, não é mais válida.

Ao final das ultimas eleições parlamentares, em abril deste ano, ficou claro de que a Islândia caminhava em direção a uma política mais hostil em relação às suas negociações para entrar na UE. Símbolo dessa novo cenário foi a maior derrota já enfrentada por um partido que estava no poder na Islândia desde a sua independência da Dinamarca, em 1944[1].

O partido de centro-direita liberal Framsóknarflokkurinn (ou “Partido Progressista”), saiu como o grande vitorioso das eleições, contando principalmente com o apoio dos fazendeiros e pescadores islandeses, estes últimos considerados os mais hostis à UE devido à suaPolítica de Pesca Comum”*[1].

No entanto, a demora com a retomada das negociações já vinha deixando aComissão Europeia” inquieta. Durante a visita do então novo Primeiro-Ministro, Sigmundur  Gunnlaugsson, à Bruxelas, o presidente da Comissão Européia, José Manuel Barroso, disse quesem mais delongasa Islândia deveria decidir se continuaria ou não as suas negociações com a UE[1].

No entanto, com o aval dos especialistas em direito constitucional da Islândia, Gunnlaugsson, deixou claro que “Depois de receber essa opinião, o Ministro das Relações Exteriores decidiu considerar a dissolução do comitê de negociações[1].

Ficou acertado então que o futuro das negociações da Islândia com a UE será estabelecido de fato apenas depois de um Referendum a ser promovido nos próximos quatro anos, quando a população decidirá se pretende ou não dar continuidade às negociações[2]. Especialistas, no entanto, apontam que a Islândia decidirá por abandonar mesmo as negociações, visto que a população é majoritariamente contra as regras impostas por Bruxelas, principalmente no setor de pesca e no setor energético.

————————

*A “Common Fisheries Policy” ou “Política de Pesca Comum” estabelece dentre outros, regras para garantir a sustentabilidade da pesca em todo o território da UE. O grande problema no caso da Islândia são as quotas exigidas por essa política, as quais muitos pescadores acreditam que seria extremamente prejudicial ao setor.

————————

Imagem O Primeiro Ministro da Islândia, Sigmundur  Gunnlaugsson, e o Presidente da Comissão Européia, José Manuel Barroso” (Fonte):

http://ec.europa.eu/avservices/video/player.cfm?ref=I080639

————————

Fontes consultadas:

[1] Ver:

http://www.euractiv.com/enlargement/iceland-quits-eu-talks-news-529923
[2] Ver:

http://www.telegraph.co.uk/news/worldnews/europe/iceland/10073787/Iceland-heads-for-EU-referendum.html

Enhanced by Zemanta

About author

Mestrando em Ciência Política pela Universidade de São Paulo (Usp); Bacharel em Relações Internacionais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (Puc-SP). Colaborador do Núcleo de Análise da Conjuntura Internacional (NACI) e do Núcleo de Estudos de Política, História e Cultura (Polithicult). Experiência profissional como consultor de negócios internacionais. Atua nas áreas de Política Internacional, Integração Europeia, Negócios Internacionais e Segurança Internacional. No CEIRI NEWSPAPER é o Coordenador do Grupo Europa.
Related posts
ÁSIAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Fundo Monetário Internacional estima crescimento da economia chinesa em quase 2%, contrariando tendência mundial

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Conselho Europeu se reúne para tratar de ação conjunta europeia para combater a COVID-19

NOTAS ANALÍTICASPARADIPLOMACIA

As cidades mais caras da América Latina

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Resposta à COVID-19 nas Américas pode sofrer transformação a partir de novos testes rápidos

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!