fbpx
NOTAS ANALÍTICASORIENTE MÉDIOPOLÍTICA INTERNACIONAL

Israel e a “Nova Estratégia de Defesa” para as “Colinas de Golã”

As “Colinas de Golã”, território sírio até 1967, são ocupadas e administradas por Israel, desde a “Guerra dos Seis Dias”. Em 1981, através da “Lei das Colinas”, apresentada pelo então primeiro-ministro Menachem Begin e aprovada pelo Knesset, o polêmico território foi anexado a Israel[1]. Este território é de grande valor para Israel, em termos estratégicos e em recursos hídricos, o que leva o país a manifestar preocupação em relação à defesa e à segurança dessa região. Com a “Guerra Civilem curso na Síria, asColinas de Golãtornaram-se um foco de atenção especial, pois elas estão no limite geográfico entre Israel e a Síria, o que tem levado aquele país a repensar estrategicamente a sua posição militar no território.

No momento, as “Forças de Defesa de Israel” (IDF) descartam a possibilidade de uma guerra entre Israel e a Síria, devido à debilidade militar do regime de Damasco. Contudo, os israelenses mantêm a sua política de defesa nasColinas de Golã”, estando em fase de reorganização uma Divisão militar nesse território, para evitar possíveis ataques terroristas[2].

Na realidade, a fronteira com a Síria será reforçada e, segundo o chefe do Estado Maior do Exército israelense, o Tenente General Beny Gantz, há a previsão do estabelecimento de uma nova Divisão para controlar as Colinas de Golã”. O General acredita que chegou o momento de efetuar mudanças. A proposta que lhe foi apresentada pelas IDF consiste em transformar a “Divisão 336”, ou “Netiv Ha’esh” (“Caminho de Fogo”), há muito tempo uma “Divisão de Reserva”, numa Divisão regional para as Colinas de Golã[3].

A situação no território é tensa e o aumento das hostilidades em qualquer dos lados poderá transformá-lo numa área de confronto. No momento, impera na região uma “calma tensa” e, segundo informações, os moradores da região já estão a ser penalizados pela apreensão atual, principalmente aqueles que vivem do Turismo, pois o receio de confrontos armados faz com que os turistas se afastem[4]. Por outro lado, se a violência, que atualmente se verifica na Síria, chegar àsColinas de Golãe levar ao fim do cessar-fogo estabelecido entre Israel e Síria, em 1973, ela poderá, no limite, vir a provocar um novo conflito regional.

——————–

Imagem (Fonte):

http://commentisfreewatch.files.wordpress.com/2012/08/116.jpg

——————–

Fontes consultadas:

[1] Ver:

http://mfa.gov.il/MFA/ForeignPolicy/Peace/Guide/Pages/Golan%20Heights%20Law.aspx

[2] Ver:

http://www.haaretz.com/news/diplomacy-defense/how-israel-is-preparing-to-face-the-new-syrian-threat.premium-1.534389?localLinksEnabled=false#

[3] Ver:

http://www.haaretz.com/news/diplomacy-defense/how-israel-is-preparing-to-face-the-new-syrian-threat.premium-1.534389?localLinksEnabled=false#

[4] Ver:

http://www.ynetnews.com/articles/0%2c7340%2cL-4401959%2c00.html

About author

Possui graduação em Filosofia (bacharelado e licenciatura) pela Universidade Federal do Paraná (1999), com revalidação pela Universidade de Évora (2007), e mestrado em Sociologia (Poder e Sistemas Políticos) pela Universidade de Évora (2010). É doutoranda em Teoria Jurídico-Política e Relações Internacionais (Universidade de Évora). É professora da Faculdade São Braz (Curitiba), pesquisadora especialista do CEFi – Centro de Estudos de Filosofia da Universidade Católica Portuguesa (Lisboa), e pareceirista do CEIRI Newspaper (São Paulo).
Related posts
ÁSIAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Fundo Monetário Internacional estima crescimento da economia chinesa em quase 2%, contrariando tendência mundial

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Conselho Europeu se reúne para tratar de ação conjunta europeia para combater a COVID-19

NOTAS ANALÍTICASPARADIPLOMACIA

As cidades mais caras da América Latina

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Resposta à COVID-19 nas Américas pode sofrer transformação a partir de novos testes rápidos

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!