BLOCOS REGIONAISECONOMIA INTERNACIONALEUROPANOTAS ANALÍTICAS

Letônia torna-se o 18º membro da “Zona do Euro”

Nesta última terça-feira, dia 9 de julho (2013), os Ministros das Finanças dos 28 Estados-membros da União Europeia” (UE), no âmbito do “Conselho da UE”, anunciaram a aprovação da adesão da Letônia à moeda comum europeia, tornando-se, assim, o 18º membro da Zona do Euro”. De acordo com o Primeiro-Ministro do país, Valdis Dombrovskis, a substituição da atual moeda, o lat*, ocorrerá no primeiro dia de 2014[1].

Para o “Ministro das Finanças”, Andris Vilks, a escolha pela moeda europeia ocorreu no momento em que seu país aderiu à UE, em 1º de maio de 2004, quando automaticamente indexou o lat ao euro** – “Após a adesão [da Letônia] à UE e à OTAN, a introdução do euro era a única lição de casa a ser feita”, afirmou Vilks[1]. E fora uma lição de casa muito bem feita, já que o país é um dos quatro membros da UE (juntamente com Finlândia, Luxemburgo e Estônia) que cumprem todos os requisitos econômicos e financeiros estabelecidos pelo Tratado de Maastricht”.

Vilks ainda afirmou que a adesão à moeda regional constitui um passo importante para o crescimento de fluxos de investimentos externos ao país ao criar um ambiente de estabilidade. Ademais, para o Ministro, “é muito importante [para a Letônia] ser integrada nas estruturas europeias existentes, tanto quanto possível, porque é muito difícil para economias pequenas e abertas, como a Letônia, gerenciar com suas próprias moedas independentes[2].

Krisjanis Karins, ex-ministro da Economia do país e atual membro do “Parlamento Europeu”, acredita que a adesão ao euro constitui uma forma de reduzir o risco para os investidores, algo semelhante ao que ocorreu na Estônia, primeiro país Báltico a aderir a moeda europeia[3].

Contudo, os benefícios da adesão do país ao euro não são unânimes. De acordo com uma pesquisa publicada recentemente, em meados de junho, apenas 38% da população letã apoia a substituição da atual moeda. A preocupação mais corrente refere-se à possibilidade do aumento dos preços como consequência da adesão ao euro, processo que ocorreu em diversos países que aderiram à moeda. Janis Urbanovics, líder da oposição no Parlamento da Letônia”, acredita que o governo errou ao não anunciar uma prorrogação da adesão do país ao euro[2].

—————————–

Imagem (Fonte):

http://ec.europa.eu/economy_finance/images/headlines/latvia_euro.jpg

—————————

*. A conversão ocorrerá na seguinte proporção: 1 euro será equivalente a 0.7028 lat.

**. Para maiores informações, ver:

https://ceiri.news/letonia-esta-proxima-de-se-tornar-o-18o-pais-da-zona-do-euro/

——————-

Fontes consultadas:

[1] Ver:

http://www.dw.de/latvia-gains-final-approval-to-join-eurozone/a-16938231?maca=en-newsletter_en_Newsline-2356-html-newsletter

[2] Ver:

http://www.dw.de/will-latvians-embrace-the-euro/a-16936586

[3] Ver:

http://www.dw.de/can-latvia-be-a-role-model-for-reform-in-europe/a-16941073?maca=en-newsletter_en_Newsline-2356-html-newsletter

About author

Mestrando em Ciência Política pela Universidade de São Paulo (Usp); Bacharel em Relações Internacionais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (Puc-SP). Colaborador do Núcleo de Análise da Conjuntura Internacional (NACI) e do Núcleo de Estudos de Política, História e Cultura (Polithicult). Experiência profissional como consultor de negócios internacionais. Atua nas áreas de Política Internacional, Integração Europeia, Negócios Internacionais e Segurança Internacional. No CEIRI NEWSPAPER é o Coordenador do Grupo Europa.
Related posts
ÁfricaCOOPERAÇÃO INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Combate ao coronavírus: Quarentena proibida no Malawi

COOPERAÇÃO INTERNACIONALMEIO AMBIENTENOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICAS

Acordo de Escazú completa 2 anos e persistem os desafios à sustentabilidade

AMÉRICA DO NORTENOTAS ANALÍTICASORIENTE MÉDIOPOLÍTICA INTERNACIONAL

Tensão entre EUA e Irã se intensifica

ÁSIANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICA INTERNACIONAL

Crescem as especulações sobre mudanças na liderança em Pyongyang

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!
Powered by