fbpx
EUROPANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICA INTERNACIONAL

Líderes europeus discutem as fronteiras e a rota migratória nos Bálcãs

A profunda crise migratória em que o continente europeu vem passando – e aqui colocando o foco nos países balcânicos, os quais recebem o maior fluxo da chegada de refugiados do Oriente Médio –, tem levantado uma série de políticas controversas e permeadas de polêmicas. Para exemplificar, uma das primeiras medidas adotadas por um país da União Europeia, visando conter o avanço dos migrantes, foi a estratégia húngara de cercar a área fronteiriça com a Sérvia e a Croácia, ação posteriormente copiada por outros países da região, como Áustria, Eslovênia e Romênia. No ano de 2015, 1 milhão e 300 mil migrantes adentraram na Europa, especialmente através da Turquia e, conforme a Europol, o fluxo têm elevado as rendas de contrabandistas e traficantes de pessoas, com estimativas de 8 milhões de euros.

A situação calamitosa levou a que, na segunda-feira passada, 7 de março, em Bruxelas, ocorresse uma reunião em caráter emergencial de todos os membros da União Europeia, adicionados dos líderes turcos e dos Bálcãs Ocidentais. Situações extremas, como têm acontecido no norte da Macedônia, provocaram a drástica medida nos países supracitados em “encerrar a rota dos Bálcãs Ocidentais”.

Espera-se que o anúncio de medidas, discutidas pelo corpo de embaixadores europeus no último sábado, 5 de março, contemple o fim de fluxos irregulares de migrantes nos Bálcãs. Uma das preocupações remetem ao espaço do Acordo de Schengen de livre circulação, que, devido às ações emergenciais, têm retomado o controle fronteiriço entre os países signatários do mesmo. Um plano de centralização de fiscalização policial europeu é tido como esperado para o ano de 2016, agregando Guardas Costeiras e Polícias de Fronteira unificadas.

———————————————————————————————–

Imagem (Fonte):

http://www.thestar.com/content/dam/thestar/news/world/2016/03/06/eu-to-focus-on-greek-aid-closing-balkan-migrant-route-at-summit/eu-migrants.jpg.size.xxlarge.letterbox.jpg

About author

Mestrando em Ciências Sociais pela PUC-RS. Bacharel em Relações Internacionais (2014), pelo Centro Universitário Univates de Lajeado - RS, realizou estudos em Segurança Internacional na Högskolan i Halmstad em Halmstad, Suécia (2013). Áreas de interesse em pesquisa são em Política Internacional, Segurança Internacional, Península Balcânica e etnias nas Relações Internacionais.'
Related posts
ÁSIAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Fundo Monetário Internacional estima crescimento da economia chinesa em quase 2%, contrariando tendência mundial

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Conselho Europeu se reúne para tratar de ação conjunta europeia para combater a COVID-19

NOTAS ANALÍTICASPARADIPLOMACIA

As cidades mais caras da América Latina

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Resposta à COVID-19 nas Américas pode sofrer transformação a partir de novos testes rápidos

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!