fbpx
AMÉRICA LATINANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICA INTERNACIONAL

Maduro realizará nova reforma no Gabinete Ministerial

Diante da crise econômica e política pela qual vem passando a Venezuela, o presidente Nicolás Maduro vem recebendo críticas do seu próprio partido e de amplos setores da sociedade, além das já esperadas críticas da Oposição.

Em recente pesquisa realizada pela empresa Delphos[1] com 1.300 entrevistados das classes C, D e E, no período que se estende dos dias 20 de junho a 17 de julho, a conclusão foi de que tais segmentos da sociedade culpam o Governo pela crise venezuelana, ressaltando-se que foi nesses setores que o bolivarianismo chavista construiu sua base.

De acordo com os resultados apresentados, 85% responsabilizam o Presidente da República pela situação; 69,9% atribuem à culpa ao Governador; 62% ao Alcalde (correspondente aos Prefeitos no Brasil) e 63% responsabilizam os Deputados da Assembleia Nacional[1].  

A perda da credibilidade diante da parte da sociedade que mais apoia o Regime está levando o presidente Maduro a concentrar discursos na afirmação de que tem em mente combater a corrupção, a qual, por sua vez, na sua interpretação, vem sendo facilitada pela burocracia reinante na máquina administrativa.

Seu argumento está direcionado em assumir a necessidade de reformas e em atribuir a culpa pelos problemas de corrupção principalmente à hipertrofia da máquina que passou a gerar desperdícios, graças a complexidade das tomadas de decisão.

Em função dessa demanda, os membros do Governo, em apoio a tal estratégica, anunciaram que estão entregando seus cargos conjuntamente[2] para que o Presidente tenha liberdade de reorganizar o aparelho administrativo sem ter amarras políticas, podendo, dessa forma, extinguir Ministérios, cargos e reorganizar o Gabinete, acreditando que isso possa representar um salto do Regime Bolivariano diante da sociedade, especialmente diante desses segmentos populares mais desfavorecidos que tem recebido ações de assistência por parte do Governo e constituem o seu apoio popular.

Observadores apontam que a medida será um paliativo, uma vez que o governante não pode se desfazer apenas dos cargos e de alguns Ministérios para realizar uma reforma estrutural que possa gerar resultados efetivos, sendo necessário alterar amplos setores do Estado para torná-lo eficiente e poder produzir um modelo adequado às demandas dos variados segmentos sociais.

————————————————————————–

Imagem (Fonte):

wikipedia

—————————————————————————

Fontes consultadas:

[1] Ver:

http://www.atodomomento.com/sectores-mas-bajos-del-pais-desaprueban-gestion-de-nicolas-maduro/

[2] Ver:

http://laiguana.tv/noticias/2014/08/18/20233/TODO-EL-GABINETE-MINISTERIAL-DEL-PRESIDENTE-MADURO-PONE-CARGOS-A-LA-ORDEN-VIDEO.html

Ver também:

http://www.noticias24.com/venezuela/noticia/251594/arreaza-preside-consejo-de-ministros-en-miraflores-fotos/

Ver também:

http://www.elnuevoherald.com/2014/08/18/1823627/ministros-venezolanos-ponen-cargos.html

—————————————————————————

Ver ainda:

http://www.vtv.gob.ve/articulos/2014/08/18/avancemos-hacia-una-revolucion-del-estado-que-nos-permita-lograr-la-eficiencia-socialista-aseguro-maduro-4046.html

About author

É Fundador do CEIRI NEWSPAPER. Doutor e Mestre em Ciência Política pela Universidade em São Paulo e Bacharel em Filosofia pela USP, tendo se dedicado à Filosofia da Ciência. É Sócio-Fundador do CEIRI. Foi professor universitário por mais de 15 anos, tendo ministrado aulas de várias disciplinas de humanas, especialmente da área de Relações Internacionais. Exerceu cargos de professor, assessor de diretoria, coordenador de cursos e de projetos, e diretor de cursos em várias Faculdades. Foi fundador do Grupo de Estudos de Paz da PUC/RS, do qual foi pesquisador até o final de 2006. É palestrante da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG-RS), tendo exercido também os cargos de Diretor de Cursos e Diretor do CEPE/CEPEG da ADESG de Porto Alegre. Foi Articulista do Broadcast da Agência Estado e do AE Mercado (Política Internacional), tendo dado assessoria para várias redes de jornal e TV pelo Brasil, destacando-se as atuações semanais realizadas a BAND/RS, na RBS/RS e TVCOM (Globo); na Guaíba (Record), Rádioweb; Cultura RS; dentre vários jornais, revistas e Tvs pelo Brasil. Trabalhou com assessoria e consultoria no Congresso Nacional entre 2011 e 2017. É autor de livros sobre o Pensamento Militar Brasileiro, de artigos em Teoria das Relações Internacionais e em Política Internacional. Ministra cursos e palestra pelo Brasil e no exterior sobre temas das relações internacionais e sobre o sistema político brasileiro.
Related posts
ÁSIAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Fundo Monetário Internacional estima crescimento da economia chinesa em quase 2%, contrariando tendência mundial

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Conselho Europeu se reúne para tratar de ação conjunta europeia para combater a COVID-19

NOTAS ANALÍTICASPARADIPLOMACIA

As cidades mais caras da América Latina

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Resposta à COVID-19 nas Américas pode sofrer transformação a partir de novos testes rápidos

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!