AMÉRICA LATINAECONOMIA INTERNACIONALEUROPANOTAS ANALÍTICAS

Negociações entre MERCOSUL e União Europeia não vão bem e Argentina é o principal entrave

As negociações entre o MERCOSUL e a “União Europeia” tem apresentado vários pontos de discórdia, dentre esses, o prazo para redução total de tarifas de importados da Europa. A Argentina barganha por um prazo de 15 anos, enquanto Brasil, Paraguai e Uruguai querem 12 anos. Já a “União Europeia” quer um prazo de 10 anos.

Além disso, outra questão a ser considerada é a lista de “produtos sensíveis” elaborada pela Argentina que nega incluir no “Acordo Tarifário” alguns produtos, sendo estes, químicos, bens de capital, eletros etc., fato que é considerado como inaceitável pela “União Europeia”.

Segundo Wolfgang Kreissl-Dorfler, representante do “Partido Social-Democrata da Alemanha” (SPD),  “A Argentina é o grande problema para o acordo UE-Mercosul. Eles não têm o direito de sempre bloquear a negociação. A Europa tem que abrir o acesso agrícola e a entrada de pessoas. Mas, se a Argentina não quer firmar o pacto, então o melhor é usar o modelo que já tivemos na União Europeia: de incluir os países aos poucos[1].

Já Jorge Capitanich, chefe de gabinete argentino, acredita que as negociações tem avançado muito na direção de apresentar uma proposta comum e afirma que qualquer acordo comercial com o Bloco europeu será feito para defender “la industria nacional, la producción y el comercio[2].

——————–

Imagem (Fonte):
http://www.cordobatimes.com/wp-content/uploads/2014/03/jorge-capitanich.jpg

——————–

Fontes consultadas:

[1] Ver:

http://www.redebrasilatual.com.br/mundo/2014/04/oferta-da-ue-ao-mercosul-incluira-exigencia-de-direitos-humanos-e-trabalhistas-774.html

[2] Ver:

http://www.lanacion.com.ar/1680710-jorge-capitanich-dijo-que-hubo-avances-significativos-en-la-negociacion-del-mercosur-con-la-union-europea

Ver:

http://economia.estadao.com.br/noticias/economia-geral,argentina-ainda-trava-acordo-entre-mercosul-e-ue,182042,0.htm

Enhanced by Zemanta

About author

Advogada, formada pela Universidade Candido Mendes . Atualmente realiza Pós-Graduação Latto Sensu em Política Internacional. Atuou em escritórios de advocacia no ramo cível e empresa na área de energia.
Related posts
EUROPANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICA INTERNACIONAL

A Dinamarca aprova a construção do gasoduto russo

ÁfricaCOOPERAÇÃO INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Investimento na cultura de Cabo Verde

ECONOMIA INTERNACIONALEUROPANOTAS ANALÍTICAS

Crise do Comércio no Reino Unido faz nova vítima

ÁFRICANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICA INTERNACIONAL

Atraso na implementação do acordo no Sudão do Sul e a pressão internacional

Receba nossa Newsletter

 

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Olá!
Powered by