Artigo ConvidadoCONVIDADOESTUDO

O coronavírus mudou a aparência do Ramadã. Mas isso não mudará nossa fé em Deus

————————————————————————————–

ORIGINAL:

The coronavirus changed how Ramadan looks. But it will not change our faith in God.
Many yearly rituals of Ramadan will continue even as some change in deference to our social responsibility to respect God’s laws in the universe. https://www.nbcnews.com/think/opinion/coronavirus-changed-how-ramadan-looks-it-will-not-change-our-ncna1191261?cid=sm_npd_nn_tw_ma

————————————

Sr. Fethullah Gulen é um erudito turco, pregador, pensador, autor, líder de opinião, ativista educacional e defensor da paz. É o inspirador do movimento global da sociedade civil, o Movimento Hizmet (significa serviço, em turco), o qual é engajado em educação, diálogo, paz, justiça e harmonia sociais. Gülen publicou mais de oitenta livros em turco, muitos deles foram traduzidos para mais de trinta idiomas. Ele foi apontado pela revista Foreign Policy, em 2008, como um dos 100 intelectuais mais conhecidos e influentes no mundo. https://fgulen.com/en/

————————————————————————————–

Muitos rituais anuais do Ramadã continuarão, mesmo com algumas mudanças na deferência à nossa responsabilidade social de respeitar as leis de Deus no universo.

O mês sagrado muçulmano do Ramadã será diferente este ano (2020). Em todo o mundo, as mesquitas estarão fechadas, quando normalmente teriam fiéis até na rua. Famílias grandes permanecerão separadas, quando normalmente se reúnem para o Iftar para quebrarem o jejum e compartilhar doces caseiros. E shoppings, cafés e ruas ficarão perturbadoramente silenciosos, quando normalmente ficariam fervilhando de vida depois do anoitecer.

O Ramadã ainda começou na noite de quinta-feira (23 de abril) e, nas primeiras horas da manhã de sexta-feira, as famílias se reuniram, como há séculos, para compartilhar, ainda cheias de sono, um suhur – a refeição antes do amanhecer.

Ao mesmo tempo que o mundo lida com o COVID-19, os rituais anuais do Ramadã continuarão. Durante o mês sagrado, a maioria dos 1,8 bilhão de muçulmanos do mundo jejuará entre o amanhecer e o pôr do sol, passará algum tempo na recitação do Alcorão, na autorreflexão e na oração, em um esforço para se aproximar de Deus e agradecer por nossas bênçãos. Mas, neste ano, as exceções prescritas ao jejum para crianças pequenas, viajantes, mães grávidas e qualquer pessoa doente serão agora estendidas àqueles com sintomas da COVID-19.

E neste ano nossas orações terão uma ênfase especial sobre os profissionais da saúde, dos serviços de emergência e outros trabalhadores essenciais que estão na linha de frente da luta para proteger nossas comunidades. Aos olhos de Deus, salvar vidas humanas e fazer o bem à humanidade estão entre os empenhos mais nobres: o Alcorão compara salvar uma vida a salvar toda a humanidade, e o Profeta Muhammad (sobre quem esteja a paz e as bênçãos de Deus) diz que os melhores humanos são aqueles que fazem o bem a outros humanos.

Iftar na mesquita do sultão Ahmed em Istambul, Turquia

Nossa obrigação de ajudar e apoiar os necessitados também ganha um significado adicional neste momento, pois nossos vizinhos e comunidades enfrentam doenças, tristeza, dificuldades econômicas e solidão devido ao auto-isolamento.

Talvez, a obrigação mais difícil para muitos, no entanto, seja abster-se dos encontros planejados há muito tempo para esta época, a fim de cumprirem as medidas emitidas pelas autoridades. Mas, seguir essas medidas é um dever de nossa cidadania e uma necessidade de nossa responsabilidade social de respeitar as leis de Deus no universo. Por exemplo, o Profeta Muhammad – cuja crença e confiança em Deus estava além da descrição – chegou a aconselhar a quarentena de uma cidade no caso de uma doença infecciosa.

Cada um de nós deve aproveitar o tempo e o espaço extras proporcionados pelas medidas de distanciamento social da pandemia como uma oportunidade para um exame mais aprofundado de nossa conexão com Deus, nossas famílias e nossos valores fundamentais. Este tempo oferece um retiro obrigatório da natureza corrida de nossas vidas diárias e uma chance de nos voltarmos para Deus, aprofundando nossa fé, conhecimento e prática. Espero que os imãs ofereçam lembretes sobre essas oportunidades às suas congregações.

Este período também nos força a depender da internet e das tecnologias construídas sobre ela. As gerações de nossos jovens aprenderam bem essas tecnologias, mais que seus pais. Ao longo da história, os mensageiros de Deus e aqueles que lutam pela iluminação da humanidade sempre usaram as ferramentas e práticas culturais disponíveis para espalhar suas mensagens. Também devemos dedicar esse tempo a nos conectar com nossas comunidades de novas maneiras, inclusive tornando nossos recursos espirituais acessíveis às gerações mais jovens, usando seu idioma e as tecnologias com as quais estão familiarizadas.

Movimento Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho

Os desafios de responder à pandemia e alterar nossas vidas podem levar alguns de nós a procurar pessoas para culparmos ou criticarmos. Ao entrarmos no Ramadã, é fundamental que nos dediquemos a ajudar os necessitados, em vez de encontrar outros para culpar. Mesmo que pessoas, grupos ou nações com as quais tivemos diferenças no passado possam estar sofrendo, cada um de nós deve rejeitar como desumano o pensamento de que alguém merecesse uma calamidade.

Em um mundo globalizado, ninguém está isolado de um problema potente, seja ambiental, médico ou econômico. Este é um momento para compartilhar dados e colaborar para encontrar soluções. Este é um momento de perceber a nossa interdependência como nações, comunidades e habitantes de um ecossistema global – um momento de reconhecer que todos somos membros da família humana e que cada um tem a oportunidade de mostrar o verdadeiro potencial da humanidade.

Ao entramos neste mês sagrado, é crucial que tenhamos um olhar de esperança e não de desespero, o que sufoca as pessoas e o progresso. A humanidade superou grandes desafios no passado e encontraremos maneiras de superar este também. Se nos concentrarmos nas oportunidades que essa pandemia apresenta, seremos capazes de manter a alegria de espírito e chegar ao fim deste túnel muito mais rapidamente.

Nossa observância do Ramadã será necessariamente diferente neste ano. Mas, sob muitos aspectos, será como em qualquer outro ano: Jejuaremos, oraremos, recitaremos nosso livro sagrado e dedicaremos tempo para reflexão e caridade durante todo o mês sagrado. Que Deus permita nos beneficiar plenamente do banquete da abundância no Ramadã.

———————————————————————————————–

Fontes das Imagens:

Imagem 1 Uma lua crescente pode ser vista sobre as palmeiras de Manama, marcando o início do mês islâmico do Ramadã no Bahrein” (Fonte): https://en.wikipedia.org/wiki/Ramadan#/media/File:Welcome_Ramadhan.jpg

Imagem 2 Iftar na mesquita do sultão Ahmed em Istambul, Turquia” (Fonte): https://en.wikipedia.org/wiki/Ramadan#/media/File:Iftar_in_Istanbul_Turkey.jpg

Imagem 3 Movimento Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho” (Fonte): https://pt.wikipedia.org/wiki/Movimento_Internacional_da_Cruz_Vermelha_e_do_Crescente_Vermelho#/media/Ficheiro:Croixrouge_logos.jpg

About author

Fethullah Gülen é um teólogo turco, literato, pensador, escritor, poeta, líder de opinião, ativista pela educação, defensor da paz, considerado como um influente erudito islâmico. Ele é considerado fundador e inspirador do movimento cívico-social, que hoje se espalha por todo o mundo, conhecido como Hizmet (Serviço), que se compromete com a educação, diálogo, paz, justiça e harmonia social.
Related posts
Avaliação de CenárioESTUDO

Devemos temer o nosso medo da radiação

ESTUDO

O Custo Nivelado da Eletricidade e seu Impacto na Transição Energética

ANÁLISES DE CONJUNTURACONVIDADOESTUDOEUROPA

Fethullah Gülen: O Islã é compatível com a democracia

Avaliação de CenárioESTUDO

Por uma Constituinte Revisional Exclusiva: Libertando os brasileiros do atual sistema

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!