fbpx
EUROPANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICA INTERNACIONAL

O partido de Érdogan é favorito para as eleições legislativas turcas

As eleições na Turquia, que acontecerão depois de amanhã, domingo, dia 7 de junho de 2015, são históricas para os cidadãos turcos que vivem no exterior. Pela primeira vez, eles vão ter a oportunidade de votar nas legislativas. Cerca de 2,8 milhões de turcos podem votar e mais da metade desse eleitorado mora na Alemanha. A maior comunidade está localizada na região da Renânia do NorteVestefália e, apesar da distância de Ancara, a tensão não é muito menor. Em muitas cidades foram registrados confrontos violentos entre partidários e críticos do presidente islamitaconservador Recép Tayyíp Érdogan[1].

Érdogan apresentou uma denúncia contra o editor-chefe do jornal Cumhuriyet Dján Dündar que publicou uma informação sobre o suposto envio de armas por parte do Governo turco a grupos islamitas na Síria. O Cumhuriyet publicou no dia 29 de maio dе 2015 uma matéria com fotos e vídeos que mostram caminhões carregados de armas que foram interceptados no início de 2014 no caminho para a Síria, escoltados por agentes dos Serviços de Inteligência Turcos. O Governo garante que os caminhões levavam ajuda para a população turca e que as acusações de envios de armas aos jihadistas são falsas e partem de uma operação, a qual chama Estado Paralelo, para derrubar o Governo[2].

Antes de formalizar a denúncia, Érdogan havia anunciado em entrevista transmitida pela televisão que o jornalista pagaria um “preço alto” por essa matéria. Intelectuais turcos, entre eles o Nobel de Literatura, Orhán Pamúk, manifestaram apoio ao jornalista e lembraram que a “liberdade de imprensa” é uma parte essencial da Democracia. A Organização Não Governamental (ONG) Human Rights Watch[3] denunciou a investigação aberta pela promotoria sobre a informação publicada pelo Cumhuriyet.

Segundo a organização, trata-se do “último ataque contra os veículos de comunicação que desafiam o governo, dias antes das eleições gerais na Turquia do dia 7 de junho (domingo). A investigação deveria ser suspensa imediatamente[4]. Os promotores que ordenaram o registro dos caminhões e os agentes que realizaram a operação foram presos acusados de traição e conspiração. A acusação, que pede duas penas de prisão perpétua contra Dján Dündar, do jornal Cumhuriyet, argumenta que essa informação significou um ato de colaboração com uma suposta organização de conspiradores que montou um complô para criar a impressão de que a Turquia ajudava Organizações Terroristas.

O partido de Erdogan, o Partido da Justiça e Desenvolvimento (em turco: Adalet ve Kalkınma Partisi / AKP) – no poder desde 2002 – é favorito, embora se apresente debilitado às eleições de domingo.

———————————————————————————————

Imagem (Fonte):

http://novinite.bg/articles/94294/Predi-izborite-Erdogan-iska-dojivotna-prisada-za-jurnalist

———————————————————————————————

Fontes Consultadas:

[1] Ver:

http://www.theguardian.com/world/2015/jun/02/sundays-poll-could-upend-turkish-politics-and-weaken-the-parliament

[2] Ver:

http://www.cumhuriyet.com.tr/video/video/291259/Dundar__Asil_zor_gunler_Erdogan_icin_basliyor.html

[3] Ver:

http://www.hrw.org/

[4] Ver:

http://www.hrw.org/news/2015/06/03/turkey-newspaper-under-threat-over-syria-arms-story

About author

De nacionalidade Búlgara, é Mestre em Segurança Corporativa (2012) pela Universidade de Economia Nacional e Mundial (UNSS, Sófia). Atua na área de Segurança Pública, Segurança Corporativa e Diplomacia Corporativa com foco nos países do Leste Europeu, sendo referência em questões relacionadas a Península Balcânica, Turquia e Rússia. Atualmente é jornalista e editor de notícias internacionais da Televisão Nacional da Bulgária (BNT).
Related posts
ÁSIAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Fundo Monetário Internacional estima crescimento da economia chinesa em quase 2%, contrariando tendência mundial

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Conselho Europeu se reúne para tratar de ação conjunta europeia para combater a COVID-19

NOTAS ANALÍTICASPARADIPLOMACIA

As cidades mais caras da América Latina

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Resposta à COVID-19 nas Américas pode sofrer transformação a partir de novos testes rápidos

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!