fbpx
AMÉRICA LATINACOOPERAÇÃO INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Para viabilizar projetos de redução a pobreza, Alagoas realiza negociação para captar US$ 150 milhões do Banco Mundial

No dia 18 de agosto, representantes da Secretaria de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico (SEPLANDE) de Alagoas (Estado do Brasil) participaram[1] de uma rodada de negociações com o Banco Mundial (BM) para a captação de um empréstimo de US$ 150 milhões, que deve ser destinado à continuidade das ações do Projeto de Redução da Pobreza e Inclusão Produtiva (PREPI).

O gerente do PREPI pelo Banco Mundial, Gláston Blanco, explicou que há “todo interesse em apoiar a execução das ações, bem como viabilizar a continuidade do projeto para a próxima gestão. Para isso, estamos avaliando o andamento das atividades e atualizando o projeto para melhor atender as demandas de cada área envolvida[1].

De acordo com a Agência Alagoas[1], no total, o Projeto envolve oito pastas do Executivo e conta com quatro componentes: (1) redução da exclusão, proteção contra a vulnerabilidade e garantia dos direitos básicos à educação, renda e saúde; (2) promoção da inclusão produtiva em áreas rurais e urbanas; (3)fortalecimento das instituições para a gestão mais eficiente e eficaz do setor público; e, por fim, (4)a gestão e fortalecimento do Projeto.

—————————————————————————

Imagem (Fonte):

 wikipedia

—————————————————————————

Fonte Consultada:

[1] Ver:

http://agenciaalagoas.al.gov.br/noticias/2014/8/emprestimo-de-us-150-milhoes-viabilizara-projetos-contra-pobreza

About author

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).
Related posts
ÁSIAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Fundo Monetário Internacional estima crescimento da economia chinesa em quase 2%, contrariando tendência mundial

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Conselho Europeu se reúne para tratar de ação conjunta europeia para combater a COVID-19

NOTAS ANALÍTICASPARADIPLOMACIA

As cidades mais caras da América Latina

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Resposta à COVID-19 nas Américas pode sofrer transformação a partir de novos testes rápidos

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!