EUROPANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICA INTERNACIONAL

Parlamento búlgaro aprova o “Gabinete Orechárski”

O Parlamento búlgaro escolheu o ex-ministro de Finanças, Plámen Orechárski (Пламен Орешарски), como novo primeiro-ministro da Bulgária[1]. Depois de mais de quatro horas de debates, brigas e conflitos entre os parlamentares, finalmente foi tomada uma decisão a favor da Bulgária. Até o líder do partido oposicionista GERB e o ex-premiê Bóiko Boríssov parabenizou o rival político e confessou que é melhor para Bulgária ter esse Gabinete do que um país sem Governo[2].

Durante a primeira votação foram registradas várias falhas no sistema de votação eletrônica e uma reeleição foi efetuada. Os deputados votaram e Oreshárski foi anunciado Premiê com 119 votos a favor e 98 contra (dos representantes do Partido do ex-primeiro-ministro Boiko Borisov). Já os parlamentares do ultranacionalista “Ataka” optaram pela abstenção.

Os politólogos definiram as tarefas do novo gabinete como “muito pesadas e difíceis de cumprir” para terminar a crise política na Bulgária. Já chamaram o Orechárski de o Mario Monti búlgaro, pelo fato de o socialista não ser filiado ao partido “Coalizão para Bulgária” (BSP) e pela forma como defende a disciplina fiscal que apresentou publicamente durante a reunião com o presidente Róssen Plévneliev.

Em 23 de maio, o Presidente búlgaro designou Orecharski para formar um governo, depois que Bóiko Borísov desistiu da tarefa. Plámen  Orechárski é o 52o Primeiro-Ministro da Bulgária[3]. No novo Gabinete há um ministério reformado, o da Juventude e Esporte”, e um novo ministério, o da Projeção dos investimentos”.  

Simultaneamente, segue a incerteza econômica na fronteira da Bulgária com a Turquia[4] depois dos protestos e bloqueios dos caminhoneiros búlgaros[5] e dos contraprotestos dos seus colegas turcos[6]. Foi bloqueada a circulação rodoviária em dois postos de passagem – GKPP* “Kapitán Andréevo” e GKPPLésovo”.

Foram dois os bloqueios numa só semana, quando os caminhoneiros fecharam as principais rodovias que ligam a “União Europeia (UE) e a Turquia para protestar contra duradouros procedimentos aduaneiros no lado turco. Segundo os motoristas búlgaros, o serviço alfandegário turco lhes impõe exigências adicionais, submetendo-os a longas inspeções para desalojá-los do mercado de frete, inclusive multas.

As filas de caminhões nos pontos de passagem de fronteira alcançaram 10 quilômetros de comprimento. Depois do levantamento do bloqueio, o trânsito foi prejudicado por várias horas por causa das filas já formadas nos pontos de passagem. Um exemplo de prejuízo econômico foi o cancelamento do show da banda “Depeche Mode”, em Istambul. Os caminhões do grupo com alguns equipamentos não chegaram a tempo para que o show fosse realizado.

—————————————–

* GKPP:  Em búlgaro, ГКПП, Граничeн контролно-пропускателeн пунктGranitchen kontrolno-propuskatelen punkt; em portugês: “Ponto de Controle e Acesso na Fronteira”.  

—————————————–

ImagemJá chamaram o Orechárski de Mario Monti búlgaro por causa do fato de socialista não ser filiado no partido ‘Coalizão para Búlgaria’ (BSP)” (FonteBSP):

http://bnt.bg/bg/news/view/101861/plamen_oresharski_gost_v_denjat_zapochva

—————————————–

Fontes consultadas:

[1] Ver:

http://bnt.bg/bg/news/view/101826/ns_izbra_kabineta_oresharski

[2]Ver:

http://www.dnevnik.bg/bulgaria/2013/05/29/2070593_borisov_po-dobre_tova_pravitelstvo_otkolkoto_nikakvo/

[3] Ver:

http://pressadaily.bg/publication/15803-%D0%9E%D1%80%D0%B5%D1%88%D0%B0%D1%80%D1%81%D0%BA%D0%B8-%D0%BE%D0%B1%D1%8F%D0%B2%D0%B8-%D1%81%D1%8A%D1%81%D1%82%D0%B0%D0%B2%D0%B0-%D0%BD%D0%B0-%D0%BD%D0%BE%D0%B2%D0%B8%D1%8F-%D0%BA%D0%B0%D0%B1%D0%B8%D0%BD%D0%B5%D1%82/

[4] Ver:

http://www.segabg.com/article.php?id=650354

[5] Ver:
http://www.basat.eu/

[6] Ver:

http://www.und.org.tr/AnaSayfa

Enhanced by Zemanta

About author

De nacionalidade Búlgara, é Mestre em Segurança Corporativa (2012) pela Universidade de Economia Nacional e Mundial (UNSS, Sófia). Atua na área de Segurança Pública, Segurança Corporativa e Diplomacia Corporativa com foco nos países do Leste Europeu, sendo referência em questões relacionadas a Península Balcânica, Turquia e Rússia. Atualmente é jornalista e editor de notícias internacionais da Televisão Nacional da Bulgária (BNT).
Related posts
NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Sarampo causou a morte de mais de 140 mil pessoas em 2018

EUROPANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICA INTERNACIONAL

Tribunal considera ilegal a taxa cobrada pelo Governo britânico para a cidadania de crianças nascidas no país

Direito InternacionalNOTAS ANALÍTICAS

Estados se reúnem em conferência em Abu Dhabi sobre corrupção

ECONOMIA INTERNACIONALEUROPANOTAS ANALÍTICAS

A Reforma do Mercado de Terras na Ucrânia

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!
Powered by