EUROPANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICA INTERNACIONAL

Parlamento búlgaro aprova o “Gabinete Orechárski”

O Parlamento búlgaro escolheu o ex-ministro de Finanças, Plámen Orechárski (Пламен Орешарски), como novo primeiro-ministro da Bulgária[1]. Depois de mais de quatro horas de debates, brigas e conflitos entre os parlamentares, finalmente foi tomada uma decisão a favor da Bulgária. Até o líder do partido oposicionista GERB e o ex-premiê Bóiko Boríssov parabenizou o rival político e confessou que é melhor para Bulgária ter esse Gabinete do que um país sem Governo[2].

Durante a primeira votação foram registradas várias falhas no sistema de votação eletrônica e uma reeleição foi efetuada. Os deputados votaram e Oreshárski foi anunciado Premiê com 119 votos a favor e 98 contra (dos representantes do Partido do ex-primeiro-ministro Boiko Borisov). Já os parlamentares do ultranacionalista “Ataka” optaram pela abstenção.

Os politólogos definiram as tarefas do novo gabinete como “muito pesadas e difíceis de cumprir” para terminar a crise política na Bulgária. Já chamaram o Orechárski de o Mario Monti búlgaro, pelo fato de o socialista não ser filiado ao partido “Coalizão para Bulgária” (BSP) e pela forma como defende a disciplina fiscal que apresentou publicamente durante a reunião com o presidente Róssen Plévneliev.

Em 23 de maio, o Presidente búlgaro designou Orecharski para formar um governo, depois que Bóiko Borísov desistiu da tarefa. Plámen  Orechárski é o 52o Primeiro-Ministro da Bulgária[3]. No novo Gabinete há um ministério reformado, o da Juventude e Esporte”, e um novo ministério, o da Projeção dos investimentos”.  

Simultaneamente, segue a incerteza econômica na fronteira da Bulgária com a Turquia[4] depois dos protestos e bloqueios dos caminhoneiros búlgaros[5] e dos contraprotestos dos seus colegas turcos[6]. Foi bloqueada a circulação rodoviária em dois postos de passagem – GKPP* “Kapitán Andréevo” e GKPPLésovo”.

Foram dois os bloqueios numa só semana, quando os caminhoneiros fecharam as principais rodovias que ligam a “União Europeia (UE) e a Turquia para protestar contra duradouros procedimentos aduaneiros no lado turco. Segundo os motoristas búlgaros, o serviço alfandegário turco lhes impõe exigências adicionais, submetendo-os a longas inspeções para desalojá-los do mercado de frete, inclusive multas.

As filas de caminhões nos pontos de passagem de fronteira alcançaram 10 quilômetros de comprimento. Depois do levantamento do bloqueio, o trânsito foi prejudicado por várias horas por causa das filas já formadas nos pontos de passagem. Um exemplo de prejuízo econômico foi o cancelamento do show da banda “Depeche Mode”, em Istambul. Os caminhões do grupo com alguns equipamentos não chegaram a tempo para que o show fosse realizado.

—————————————–

* GKPP:  Em búlgaro, ГКПП, Граничeн контролно-пропускателeн пунктGranitchen kontrolno-propuskatelen punkt; em portugês: “Ponto de Controle e Acesso na Fronteira”.  

—————————————–

ImagemJá chamaram o Orechárski de Mario Monti búlgaro por causa do fato de socialista não ser filiado no partido ‘Coalizão para Búlgaria’ (BSP)” (FonteBSP):

http://bnt.bg/bg/news/view/101861/plamen_oresharski_gost_v_denjat_zapochva

—————————————–

Fontes consultadas:

[1] Ver:

http://bnt.bg/bg/news/view/101826/ns_izbra_kabineta_oresharski

[2]Ver:

http://www.dnevnik.bg/bulgaria/2013/05/29/2070593_borisov_po-dobre_tova_pravitelstvo_otkolkoto_nikakvo/

[3] Ver:

http://pressadaily.bg/publication/15803-%D0%9E%D1%80%D0%B5%D1%88%D0%B0%D1%80%D1%81%D0%BA%D0%B8-%D0%BE%D0%B1%D1%8F%D0%B2%D0%B8-%D1%81%D1%8A%D1%81%D1%82%D0%B0%D0%B2%D0%B0-%D0%BD%D0%B0-%D0%BD%D0%BE%D0%B2%D0%B8%D1%8F-%D0%BA%D0%B0%D0%B1%D0%B8%D0%BD%D0%B5%D1%82/

[4] Ver:

http://www.segabg.com/article.php?id=650354

[5] Ver:
http://www.basat.eu/

[6] Ver:

http://www.und.org.tr/AnaSayfa

Enhanced by Zemanta

About author

De nacionalidade Búlgara, é Mestre em Segurança Corporativa (2012) pela Universidade de Economia Nacional e Mundial (UNSS, Sófia). Atua na área de Segurança Pública, Segurança Corporativa e Diplomacia Corporativa com foco nos países do Leste Europeu, sendo referência em questões relacionadas a Península Balcânica, Turquia e Rússia. Atualmente é jornalista e editor de notícias internacionais da Televisão Nacional da Bulgária (BNT).
Related posts
NOTAS ANALÍTICASSegurança Internacional

Soldado embriagado na República Democrática do Congo mata 12 civis

Direito InternacionalNOTAS ANALÍTICAS

ONU relata violação aos Direitos Humanos em áreas de Mineração na Venezuela

COOPERAÇÃO INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICASORGANIZAÇÃO INTERNACIONAL

“Ágil, Eficiente e Responsável”: a nova fórmula para a FAO

ÁFRICANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICA INTERNACIONAL

Primeira-Ministra do Gabão: novidade histórica

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!
Powered by