NOTAS ANALÍTICAS

Percepção da Corrupção na Argentina afeta investimentos externos

A percepção de investidores e agências de desenvolvimento sobre a política argentina está afetando a atração dos investimentos externos para o país.

Desde o governo anterior, a questão já era percebida e levou a significativa perda de capital. A economia argentina foi considerada durante bom tempo como em crescente ascensão, graças à política econômica de congelamento de preços e intervenção estatal na economia. Os analistas e os setores mais fortes do empresariado alertaram que, se num primeiro 

momento aquela política estava gerando frutos, isso se devia ao protecionismo implícito na política adotada e alertava para o fato de o crescimento  registrado ser uma ilusão, pois a retomada precisava ser encarada como um “rebote estatístico”, quando ocorre uma recuperação das perdas de um período recessão acentuada. O empresariado alertava ainda que o controle de preços geraria estagnação dos investimentos e reacenderia a inflação que o governo tentava evitar. A única forma de impedi-la seria pelo controle dos índices inflacionários. No final do governo de Nestor Kirchner veio a baila que se estava maquiando os índices para garantir o processo eleitoral com o intuito de garantir a vitória da atual presidente Cristina Kirchner.

Hoje, o problema da corrupção está afetando diretamente a questão dos contratos.

Em relatório apresentado pelo Departamento de Estado norte-americano os dados apresentados irritaram o governo argentino. Um ponto que chamou atenção é o fato de a ineficiência do judiciário impedir que a sociedade controle os atos do governo e impeça que haja mecanismos seguros de garantia do cumprimento dos contratos. Outro ponto destacado é a política adotada pela presidente de perdão fiscal para repatriação de capital. Tem sido corrente que isso vai permitir a lavagem de dinheiro no país.

Deve-se acentuar que a politização do judiciário agora está se manifestando no fato de a Corte Suprema argentina (Correspondente ao nosso Supremo Tribunal Federal) ter sob suspeita sua capacidade de julgar os atos dos políticos sob campanha eleitoral. Acrescente-se a isso que, a indicação política dos membros, os vinculou a julgamentos e avaliações por critérios políticos partidários, saindo do plano puramente jurídico. Em síntese, são aspectos que colocam Argentina num universo perigoso para investimentos de empresários brasileiros, já que os fatos jurídicos, a atual política externa do governo e a insegurança contratual não são bons indícios. 

About author

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).
Related posts
ÁSIAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Fundo Monetário Internacional estima crescimento da economia chinesa em quase 2%, contrariando tendência mundial

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Conselho Europeu se reúne para tratar de ação conjunta europeia para combater a COVID-19

NOTAS ANALÍTICASPARADIPLOMACIA

As cidades mais caras da América Latina

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Resposta à COVID-19 nas Américas pode sofrer transformação a partir de novos testes rápidos

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!