fbpx
NOTAS ANALÍTICAS

Brasil e Japão fecham acordo previdenciário

Passados pouco mais de cinco meses das negociações, o Brasil e o Japão fecharam um Acordo na área de Previdência. Ele foi assinado entre o “Ministro da Previdência” brasileiro, Carlos Gabas e o “Ministro dos Negócios Estrangeiros do Japão”, Katsuya Okada, ontem, dia 29 de julho, no “Ministério dos Negócios Estrangeiros do Japão”, em Tokyo.

Com o novo Acordo, os brasileiros que trabalharam no Japão e contribuíram para a Previdência japonesa, caso voltem ao Brasil, terão respeitadas e consideradas suas contribuições previdenciárias no Japão, já que ela serão validadas no território brasileiro. O mesmo processo será aceito para os japoneses que trabalham no Brasil e poderão voltar a trabalhar em seu país.

Segundo dados do “Ministério das Relações Exteriores” transmitidos ao “Ministério da Previdência Social”, estima-se que 300 mil brasileiros trabalham no Japão e 80 mil japoneses trabalham no Brasil. A soma das contribuições será de grande benefício para este número de trabalhadores, pois, com o acordo, haverá garantias de aposentadoria por idade, invalidez e morte.

Além dos benefícios, a administração deles será integrada, permitindo que os seus requerentes, não precisem se deslocar para outro país. Os órgãos executivos terão uma comunicação mais rápida e eficiente para que o processo burocrático não seja extenso.

O Acordo realizado entre Brasil-Japão neste área, além dos vantagens previstas no documento, apresenta um processo de negociação rápido, eficaz e efetivo entre as autoridades competentes de ambos os países, demonstrando as facilidades das negociações entre ambos Estados e podem servir de modelo para futuras negociações.

About author

Bacharel em Relações Internacionais (2009) e técnico em Negociações Internacionais (2007) pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM). Atua na área de Política Econômica com foco nos países do sudeste e leste asiático, sendo referência em questões relacionadas a China. É membro da Júnior Chamber International Brasil-China, promovendo as relações sócio-culturais sino-brasileiras em São Paulo e Articulista da Revista da Câmara de Comércio BRICS. Também atuou como Consultor de Câmbio no Grupo Confidence. Atualmente trabalha como repórter fotográfico.
Related posts
ÁSIAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Fundo Monetário Internacional estima crescimento da economia chinesa em quase 2%, contrariando tendência mundial

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Conselho Europeu se reúne para tratar de ação conjunta europeia para combater a COVID-19

NOTAS ANALÍTICASPARADIPLOMACIA

As cidades mais caras da América Latina

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Resposta à COVID-19 nas Américas pode sofrer transformação a partir de novos testes rápidos

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!